Ivory Gates: Para apreciadores do Kansas e Journey

Resenha - Devil's Dance - Ivory Gates

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

10


Ao completar sua primeira década tendo na bagagem os muito bem recebidos "Shapes Of Memory" (01) e "Status Quo" (05), o Ivory Gates já é um veterano na cena underground de Piracicaba (SP). O pessoal andava meio sumido, mas eis que assinam com a MS Metal Records e estão liberando "The Devil's Dance", um trabalho mais cru, mas que não se afasta das fortes características progressivas que tornou seu nome tão respeitado entre a crítica e os amantes do gênero.

Contando agora com a voz de Felipe Travaglini, "The Devil's Dance" continua flertando com muitos estilos, desde o rock dos anos 70, AOR e (naturalmente) o progressivo da década seguinte, além de muita, mas muita distorção típica do Heavy Metal. Apesar de toda essa versatilidade, os músicos do Ivory Gates possuem tal propriedade que mantem tudo muito bem amarrado, com extremo controle da melodia e privilegiando com sobriedade o fator sentimento em detrimento da pirotecnia técnica.

publicidade

A temática é bastante obscura, onde a eterna busca pelo sentido da vida segue em meio aos sonhos, mal e morte. O repertório possui um tremendo poder comunicativo ao combinar a paixão e sensibilidade, e seria uma injustiça elevar alguma canção ao posto de real destaque, mas, ainda assim, é "Suite Memory" que encerra a audição como uma verdadeira epopéia épica, com mais de 20 minutos repletos de sofisticadas paisagens sonoras das mais diversificadas e mudanças de tempo muito bem planejadas, refletindo e resumindo todo o entusiasmo criativo do grupo.

publicidade

É indiscutível que o Ivory Gates já tenha apresentado um nível de maturidade e competência gigantescos desde o início de suas atividades, e não é de se admirar que estas características novamente se apresentem neste terceiro disco. Esbanjando técnica, fúria, peso e, acima de tudo, um feeling impressionante de tirar o fôlego, "The Devil's Dance" é um trabalho que encontrará muitos admiradores entre o público que aprecia o velho Queensryche, Fates Warning, Threshold, Kansas e Journey.

publicidade

Contato:
http://www.ivorygates.com.br
http://www.myspace.com/ivorygatesofficial

Formação:
Felipe Travaglini - voz
Matheus Armelin - guitarra
Heitor Mazzotti - guitarra
Hugo Mazzotti - baixo
Fabricio Felix - bateria

publicidade

Ivory Gates - The Devil´s Dance
(2011 / MS Metal Records / Voice Music – nacional)

01. Beyond The Black
02. Devil's Dance
03. Endless Nightmare
04. Serpent's Kiss
05. Under The Sky Of Illusions
06. Imaginary World
07. Suite Memory


Outras resenhas de Devil's Dance - Ivory Gates

Ivory Gates: Um grande destaque do prog metal brasileiro




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Pink Floyd: Perguntas e respostas e curiosidadesPink Floyd
Perguntas e respostas e curiosidades

The Voice: candidato faz power metal cantado em portuguêsThe Voice
Candidato faz power metal cantado em português


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin