Resenha - Frail Words Collapse - As I lay Dying

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


A mídia musical norte americana vem alardeando a nova onda da música pesada de seu país; bandas e mais bandas que fazem questão de tornar o hardcore cada vez mais próximo das estruturas intrincadas do Heavy Metal. É um novo gênero que tem crescido muito, atraindo cada vez mais novos fãs e sendo chamado de metalcore. E o curioso é que este "novo gênero" tem muitas similaridades com o death metal melódico que teve origem na Suécia há mais de uma década, tendo como pioneiros Dark Tranquility e In Flames.

As I Lay Dying: O primeiro após os problemas com a justiça do vocalista Tim LambesisFotos de Infância: Steven Tyler, do Aerosmith

Dentro desta nova safra, o As I Lay Dying teve seu nome retirado do célebre romance de Willian Faulkner ('enquanto agonizo', em português) e foi formado em 2001 por Tim Lambesis (voz), Evan White (guitarra) e Jordan Mancino (bateria), e como um trio gravaram "Beneath the Encasing of Ashes" neste mesmo ano. Chegam depois ao time Jasun Krebs (guitarra) e Aaron Kennedy (baixo) e, uma vez contratados pela Nuclear Blast, liberam em 2003 "Frail Words Collapse", que chega somente agora ao mercado nacional.

Musicalmente, como já foi citado, "Frail Words Collapse" soa bem próximo do death metal melódico, porém não tem a presença de teclados, o que torna suas músicas bem mais diretas e agressivas, salientando ainda a presença de algo do famigerado nu metal em alguns trabalhos das guitarras. O grande lance destas novas bandas é a maneira como conseguem mesclar melodias simples e repletas de emoção às guitarras saturadíssimas, tudo equilibrado e que soando muito bem.

Nas 12 faixas relativamente curtas deste registro, os melhores momentos estão na atuação do baterista Jordan, que toca muito, sempre procurando incrementar sua função e atingindo com louvor seu objetivo. É um grande músico, sem dúvida. As letras são praticamente poemas abordando o cotidiano, muitas bem escritas e cantadas com linhas vocais ásperas e gritadas, com algumas poucas passagens limpas, inclusive o timbre desta voz é idêntico ao de Francis, da banda "From Autumn To Ashes".

O único ponto negativo ocorreu numa produção que seria excelente, se não fosse o lamentável fato de dar uma escorregada e conseguir praticamente eliminar o som do contrabaixo, deixando um grande espaço em branco entre as guitarras e a bateria.

É um disco simples e cheio de bons momentos de uma banda com muito potencial. Seja qual for o rótulo que a mídia tente colocar, "Frail Words Collapse" é um disco que possui algo especial e que recomendo a se ter numa prateira. Agora é torcer para que seu novo e já lançado trabalho não demore tanto para sair por aqui.

AS I LAY DYING - Frail Words Collapse
(2003 - 2005 - distribuído por Sum Records)

01. 94 Hours
02. Falling Upon Deaf Ears
03. Forever
04. Collision
05. Distance Is Darkness
06. Behind Me Lies Another Fallen Soldier
07. Undefined
08. A Thousend Steps
09. The Beginning
10. Song 10
11. The Pain Of Separation
12. Elegy

Homepage: www.asilaydying.com




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "As I Lay Dying"


As I Lay Dying: O primeiro após os problemas com a justiça do vocalista Tim LambesisAS I Lay Dying: ouça Shaped By Fire, novo álbum da bandaAs I Lay Dying: lançado Shaped By Fire, 1° álbum desde soltura de Tim LambesisAs I Lay Dying: veja vídeo de "Blinded", nova música da banda

Riffs parecidos: ZZ Top, Motorhead, Slayer, Metallica, A7X e outrosRiffs parecidos
ZZ Top, Motorhead, Slayer, Metallica, A7X e outros

Loudwire: as melhores caras de guitarraLoudwire
As melhores "caras de guitarra"

As I Lay Dying: falta de remédio na prisão fez mamas do vocalista aumentaremAs I Lay Dying
Falta de remédio na prisão fez mamas do vocalista aumentarem


Fotos de Infância: Steven Tyler, do AerosmithFotos de Infância
Steven Tyler, do Aerosmith

Doors: Perguntas e respostas e curiosidades diversasDoors
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Metallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam Load e Reload?Metallica
Por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?

Huntress: foto pelada após um caso brutal de infecção alimentarHuntress
Foto pelada após um caso brutal de infecção alimentar

Megadeth: Perguntas e respostas e curiosidades diversasMegadeth
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Iron Maiden: A opinião de Bruce sobre os brasileirosIron Maiden
A opinião de Bruce sobre os brasileiros

Phil Anselmo: Ele viu a tristeza nos olhos de LemmyPhil Anselmo
Ele viu a tristeza nos olhos de Lemmy


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClioIL