Resenha - Duke - Jorn

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


O norueguês Jorn Lande é realmente um vocalista incansável, todo ano ouvimos sua voz em algum novo trabalho, seja no Masterplan, seja em seus discos-solo. E os lançamentos em que coloca sua voz sempre geram muitas expectativas por parte do público, apesar de se saber que dificilmente virá algo que deixe a desejar, tanto que este seu quarto álbum, "The Duke", vem novamente mostrar muita qualidade em sua carreira já bastante expressiva.

Vício: Phil Anselmo relata como é ser viciado em heroína

Whiplash.Net: O site publica matérias pagas ou protege quem anuncia?

Desta vez Jorn conta novamente com seu velho companheiro Jörn Viggo Lofstad (guitarra), além dos "novatos" Tore Moren (guitarra), Morty Black (baixo - TNT), Willy Bendiksen (bateria) e o famoso Don Airey (teclado - Ozzy, Rainbow, Ten). Suas canções estão mais diretas, não há toda aquela variação dos discos anteriores, e tudo está obviamente num nível muito, mas muito acima da média em termos de hard rock e metal melódico bombástico.

Embora alguns provavelmente irão reclamar desta "falta de variação", não há como passar despercebida a energia criativa de suas faixas. Com certeza cada ouvinte achará suas canções preferidas, mas "We Brought The Angels Down" é esplendida e algo épica, com passagens cheias de emoção e peso. Lande sempre foi comparado com David Coverdale, e "Duke Of Love" faz jus a esta comparação, pois, além da voz, traz também algo do blues tão bem explorado pelo Whitesnake há décadas.

Das 10 faixas, temos duas músicas já conhecidas por quem curte rock´n´roll há algum tempo: um interessante cover para "Are You Ready", clássico setentista do grande Thin Lizzy, além de uma versão mais atualizada para "Starfire", que é do primeiro álbum-solo de Jorn.

Jorn Lande sempre procurou colocar elementos diferentes em suas canções, tornando seus álbuns relativamente distintos entre si. Mas creio que "The Duke" seja seu trabalho mais consistente, puro rock´n´roll pesado, repleto de melodias e com vocais, bom, deixa para lá... A vibração com que este cara canta (ou ruge) é uma covardia, não há como deixar de ser o centro das atenções.

Jorn - The Duke
(2006 / AFM Records – Rock Brigade Records)

01. We Brought The Angels Down
02. Blacksong
03. Stormcrow
04. End Of Time
05. Duke Of Love
06. Burning Chains
07. After The Dying
08. Midnight Madness
09. Are You Ready
10. Starfire (versão 2005)

Homepage: www.jornlande.com


Outras resenhas de Duke - Jorn

Resenha - Duke - Jorn




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


The Metal List: Top 10 Jorn Lande coversThe Metal List
Top 10 Jorn Lande covers

Jorn Lande: o nascimento do Heavy Metal, a morte de DioJorn Lande
O nascimento do Heavy Metal, a morte de Dio


Vício: Phil Anselmo relata como é ser viciado em heroínaVício
Phil Anselmo relata como é ser viciado em heroína

Whiplash.Net: O site publica matérias pagas ou protege quem anuncia?Whiplash.Net
O site publica matérias pagas ou protege quem anuncia?


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin