Resenha - Aeronautics - Masterplan

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

9


Após dois anos do estrondoso e até mesmo inesperado sucesso de seu debut, o Masterplan chega agora com seu segundo trabalho denominado "Aeronautics". E, embora este não tenha o impacto de seu antecessor, apresenta uma ligeira mudança, trazendo maior homogeneidade em suas composições que com certeza proporcionará altas doses de satisfação aos amantes da música pesada.

A sua formação conta com Jorn Lande (vozes), Roland Grapow (guitarras), Jan S. Eckert (baixo), Uli Kusch (bateria) e Axel Mackenrottn (teclados). Sobre Axel, aqui ele realmente toca seu instrumento (no primeiro registro o tecladista foi o talentoso e jovem Janne Wirman, do Children of Bodom) e este possui uma linha musical mais neoclássica, que se enquadrou muito bem na sonoridade do Masterplan.

publicidade

As composições de "Aeronautics" desta vez trazem a participação de todos os membros e se firmou em uma sonoridade de um Heavy Metal clássico com ótimo trabalho nas guitarras e várias mudanças no andamento em sua música. Não é somente a potente e versátil voz de Jorn que brilha aqui, Grapow apresenta uma ótima e inspirada fase nas seis cordas de sua Gibson que, com o entrosamento que o time está, a banda conseguiu definir sua própria identidade, fugindo dos clichês do Heavy Metal.

publicidade

Totalmente desnecessário citar algumas canções. Escutar "Aeronautics" é não saber o que vem pela frente, tal o nível de criatividade. São harmonias perfeitas, ora progressivas, ora mais hard, sempre cheias de distorção, com uma leve tendência retrô que, somada a uma gravação bastante encorpada e moderna, resultou num registro que será um dos destaques de 2005.

publicidade

Finalizando, deixo uma dica: tente adquirir a versão argentina de "Aeronautics", pois esta vem com quatro faixas-bônus. No Brasil, estas quatro canções sairão em um EP, ou seja, o prezado consumidor terá que pagar bem mais para adquirir somente duas canções inéditas. Foram-se os tempos em que as distribuidoras de nosso país davam aquela força ao público headbanger...

publicidade

MASTERPLAN – Aeronautics
(2005 – AFM Records / Icarus Music)

01. Crimson Rider
02. Back For My Life
03. Wounds
04. I’m Not Afraid
05. Headbanger´s Ballroom
06. After This War
07. Into The Arena
08. Dark From The Dying
09. Falling Sparrow
10. Black In The Burn

bônus:

01. Back For My Life (versão de single)
02. Love Is A Rock
03. Killing In Time
04. Killing In Time (versão instrumental)

publicidade

Homepage: www.master-plan.net


Outras resenhas de Aeronautics - Masterplan

Resenha - Aeronautics - Masterplan

Resenha - Aeronautics - Masterplan




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Caneta & Walkman: "Masterplan é o Grapow de namorada nova falando o quanto ama a ex"


Helloween: banda rejeitou música que se tornaria clássico do MasterplanHelloween
Banda rejeitou música que se tornaria clássico do Masterplan

Masterplan: segundo Grapow, Jorn Lande nunca fez nada pela bandaMasterplan
Segundo Grapow, Jorn Lande nunca fez nada pela banda


Megadeth: as 10 maiores tretas de Dave MustaineMegadeth
As 10 maiores tretas de Dave Mustaine

Metallica: os segredos de Enter SandmanMetallica
Os segredos de "Enter Sandman"


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin