Resenha - Strangers In The Night - UFO

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A década de 70 realmente foi a época dos grandes lançamentos de álbuns ao vivo. O mitológico “Strangers In The Night” do UFO veio coroar toda uma carreira desta banda britânica, que amargou anos lançando ótimos trabalhos sem reconhecimento por boa parte do público e da crítica especializada.
5000 acessosOzzy Osbourne: 7 guitarristas que quase entraram para a banda5000 acessosMetallica: James Hetfield imitando Dave Mustaine na TV

A carreira do UFO começa em 1969 na cidade de Londres, sob o nome de Hocus Pocus, sendo que nesta época a música pesada estava em sua fase embrionária e a banda nem sabia direito que estilo seguir. O nome UFO, que originou-se a partir de um famoso clube de Londres, veio um pouco antes da banda lançar seu primeiro registro, sendo que o Japão e Alemanha receberam muito bem a banda, apesar do parco nível técnico de seus músicos.

O UFO realmente começou a ficar mais conhecido com a entrada do jovem guitarrista Michael Schenker, de estilo único e inconfundível. À partir daí conseguem uma boa gravadora e, devido a grande química entre seus membros, lançam realmente bons discos, que vieram a culminar neste seu oitavo álbum e primeiro ao vivo, “Strangers In The Night”, trazendo aí a formação clássica do UFO, tendo o vocalista Phil Mogg, Michael Schenker na guitarra, Paul Raymond também na guitarra e nos teclados, Pete Way no baixo e Andy Parker na bateria.

“Strangers In The Night” foi gravado durante a tour de promoção do álbum “Obssession” em duas apresentações nas cidades de Chicago e Louisville, ambas norte-americanas. E pelo fato de já terem inúmeros bons discos que continham ótimas canções, o repertório final deste álbum acabou sendo uma excelente compilação ao vivo reverenciada até os dias de hoje. Detalhe: nesta tour o UFO abria os shows do Blue Oyster Cult.

UFO despejou suas músicas numa platéia muito receptiva e as faixas ao vivo acabaram por eclipsar as versões de estúdio, contendo algumas diferenças nos arranjos (cortesia de Schenker) e mais distorção nas canções. Aí estão faixas como “DoctorDoctor”, “Rock Botton”, as fortes e melódicas “Mother Mary”, “This Kid”, “Shoot Shoot” e a arrasa-quarteirão” Let It Roll”. “Natural Thing” apresenta um solo magistral, a bem pesada “Lights Out“ ficou ainda mais contagiante, e por aí vai, clássico sobre clássico.

Infelizmente, internamente a situação ia da pior maneira possível. Drogas, bebidas, conflitos de ego entre vários de seus membros. Michael Schenker, que fez fama com o gênio, extravagâncias e um estilo de tocar guitarra que ganhou respeito de toda uma geração, acaba por deixar a banda e montar outro projeto chamado MSG anos depois.

“Strangers In The Night” é considerado um dos álbuns ao vivo mais inspirados do rock n´roll e representa perfeitamente a essência do UFO em sua melhor e mais ruidosa fase. E o que é melhor: a sinergia da banda era tão boa ao vivo que não houve necessidade de medicar este registro com correções infinitas no estúdio, ou seja, é um verdadeiro disco ao vivo.

UFO – Strangers In The Night
(1979 – Chrysalis Records)

01. Natural Thing
02. Out In the Street
03. Only You Can Rock Me
04. Doctor Doctor
05. Mother Mary
06. This Kid's
07. Love To Love
08. Lights Out
09. Rock Bottom
10. Too Hot to Handle
11. I'm a Loser
12. Let It Roll
13. Shoot Shoot

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Strangers In The Night - UFO

1618 acessosUFO: Banda foi influência decisiva na NWOBHM

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
7 guitarristas que quase entraram para a banda dele

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Ufo"

Iron MaidenIron Maiden
8 covers comparados com os originais

Dimebag DarrellDimebag Darrell
Em 1993, citando suas 12 músicas favoritas

Dave MustaineDave Mustaine
Os dez álbuns que mudaram a sua vida

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Ufo"

MetallicaMetallica
James Hetfield imitando Dave Mustaine na TV

AC/DCAC/DC
A origem do nome da banda

Heavy MetalHeavy Metal
As figuras do Diabo e personagens bíblicas nas capas

5000 acessosCâncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson5000 acessosCinema: o melhor e o pior dos rockstars em filmes5000 acessosQueen: 10 coisas que você não sabe sobre Bohemian Rhapsody5000 acessosMetallica: a incrível guitarra limitada inspirada em Master Of Puppets5000 acessosBlaze Bayley aprova técnica de implante capilar5000 acessosGuns N' Roses: DJ Ashba só conheceu Axl Rose em seu 1° show

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online