Matérias Mais Lidas

imagemQuando Dave Mustaine mostrou como tocar uma música do Metallica de forma mais pesada

imagemMaiden faz homenagem a Eddie, do Stranger Things, que foi inspirado em tragédia real

imagemRichard Fortus diz que Axl Rose danificou as cordas vocais

imagemLed Zeppelin: Crítica de George Harrison fez Jimmy Page compor "The Rain Song"

imagemSlash explica porque o Guns N' Roses faz shows de 3 horas e meia

imagemO mega sucesso do Led Zeppelin que era pra ser uma piada mas se tornou um hino

imagemO clássico dos Stones que foi escrito em um motel e não deixou Keith Richards satisfeito

imagemMembros do Metallica ficaram deslumbrados com "Master Of Puppets" em "Stranger Things"

imagemDave Mustaine posa ao lado de esposa e filha curtindo feriadão nos EUA

imagemDave Mustaine perde a compostura e xinga membro da equipe do Judas Priest

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagemAngra: a diferença entre "Fireworks" e "Rebirth", segundo Rafael Bittencourt

imagemAerosmith: O pior e o melhor álbum da discografia segundo Joe Perry

imagemOs 10 melhores álbuns lançados em 2022, segundo leitores da revista Metal Hammer

imagem10 músicas dos Beatles das quais Paul McCartney não gostava


Finlandia 2022
Stamp

Soturnus: sem inovação, mas lúcido e bem resolvido

Resenha - When Flesh Becomes Spirit - Soturnus

Por Ben Ami Scopinho
Em 04/05/08

Nota: 8

Natural de João Pessoa (PB), o Soturnus passou entre 2000 e 2006 lutando por seu espaço e conseguindo liberar duas demos que, aos poucos, lhe possibilitou tocar por várias capitais nordestinas, inclusive no já famoso festival cearense ForCaos, e ainda garantindo sua presença nas coletâneas "Suspiria De Profundis" e "IV Blizzard Of Rock".

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Um passo importante ocorreu no próprio ano de 2006, em função da saída simultânea de vários de seus integrantes. O Soturnus mostrou persistência e os fundadores Rafael Basso (voz e guitarra), Guilherme Augusto (baixo) e Eduardo Vieira (bateria) decidem recrutar o guitarrista Andrei Targino e dar uma nova orientação a seu Gothic Metal, agora abolindo as vocalizações femininas e os teclados.

E muitos considerarão esta mudança como acertada. A adaptação de algumas antigas canções e a inclusão de outras preparadas especialmente para a ocasião fazem de "When Flesh Becomes Spirit" uma obra de sonoridade abrangente, que transita por várias fases e climas, sucedendo-se uns aos outros. Estilos como o Doom, Gothic, Death e ainda o Death Melódico, além do uso de vocalizações extremas ao lado de outras limpas, aparecem em sua forma mais pura ou devidamente mescladas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A preocupação dos paraibanos em estrear com um disco de alta qualidade é louvável. A produção ficou ao encargo de Marcello Pompeu e a mixagem e masterização foram feitas por Heros Trench, ambos do Korzus. O projeto visual é muito bonito, obscuro e exprime todas as paixões e dores humanas que o conjunto aborda em suas letras.

Ainda que o Soturnus não apresente nada de inovador, tudo em "When Flesh Becomes Spirit" é lúcido e bem resolvido, tendo pontos marcantes em "On The Verge Of Changes", a faixa-título ou "Ten Rainy Summers". Um trabalho independente que envolveu muita dedicação e bastante recomendável aos que apreciam Heavy Metal elegantemente sombrio, melódico, extremo e totalmente sintonizado com o underground.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Formação:
Rafael Basso - voz e guitarra
Andrei Targino - guitarras
Guilherme Augusto - baixo
Eduardo Vieira - bateria

Soturnus - When Flesh Becomes Spirit
(2007 / independente – nacional)

01. Stimuli
02. On The Verge Of Changes
03. When Flesh Becomes Spirit
04. Fragments
05. The Dark Night Of Reality
06. Ephemeral Lives
07. The Weight Of Life
08. Cry Of Dawn
09. Pain And Pleasure
10. Ten Rainy Summers
11. Hollow Nights

Homepage: www.soturnus.com

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.