Resenha - With Oden On Our Side - Amon Amarth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

7


Com a chegada do sexto álbum de estúdio, "With Oden On Our Side", os admiradores do Amon Amarth e seu Death Metal melódico com obsessivas letras de combates vikings não terão do que reclamar, pois os suecos continuam lapidando sua música e, com exceção de algumas poucas variações, não seria equivocado admitir que este registro seja nada mais do que uma natural continuação de seu antecessor "Fates Of Norns", de 2004.

Com a produção limpa de Jens Bogren (Soilwork, Opeth), a brutalidade de sua música está ainda mais nítida, com memoráveis riffs mesclados a bonitas passagens melódicas, além de o baterista Fredrik Andersson brilhar novamente com sua característica batida. Detalhe importante para muitos: até mesmo os solos de guitarra, que fizeram tanta falta no disco anterior, aqui aparecem em "Asator" e "Under The Northern Star". É pouco, mas melhor do que nada.

publicidade

Há alguns pontos baixos, como a persistência de Johan Hegg em não variar muito suas vocalizações, continuando a vociferar e grunhir profundamente. Canta de forma completamente compreensível e, mesmo sendo uma peça fundamental na sonoridade da banda, acaba repetindo-se em vários momentos e, o que é pior, esta sensação acaba por se estender às próprias músicas. Falando em ponto baixo, o contrabaixo está baixo. Redundâncias à parte, este instrumento aparece, mas poderia estar soando mais alto...

publicidade

De qualquer maneira, é inegável que o Amon Amarth é bom no que faz. Os pontos altos vão principalmente para a trinca inicial: "Valhall Awaits Me", "Runes To My Memory" e a já citada "Asator" – esta a mais pesada e galopante do disco – possuem mais velocidade do que o conjunto tem feito habitualmente nos últimos tempos, com riffs maciços e furiosos, canções matadoras! E também se destaca "Cry Of The Black Birds", novamente com ótimo trabalho da dupla de guitarristas Söderberg e Mikkonen, que seguem uma linha mais melancólica e sombria nesta música, com ótimo resultado.

publicidade

Mesmo bastante diferente de sua fórmula original, nos idos 1992, o Amon Amarth vem se dedicando e já definiu seu estilo há muito tempo. Agora, sem mudanças drásticas e com algumas reciclagens, vai liberando bons álbuns, cuja sonoridade realmente caiu no agrado e vem conquistando admiradores em inúmeros continentes. E mesmo com os citados pontos baixos, "With Oden On Our Side" é, com certeza, um bom registro.

publicidade

Formação:
Johan Hegg - Voz
Johan Söderberg - Guitarra
Olavi Mikkonen - Guitarra
Ted Lundström - Baixo
Fredrik Andersson - Bateria

Amon Amarth - With Oden On Our Side
(2006 / Metal Blade Records - importado)

01. Valhall Awaits Me
02. Runes To My Memory
03. Asator
04. Dermod's Ride To Hel - Loke's Treachery (part 1)
05. Gods Of War Arise
06. With Oden On Our Side
07. Cry Of The Black Birds
08. Under The Northern Star
09. Prediction Of Warfare

publicidade

Homepage: www.amonamarth.com


Outras resenhas de With Oden On Our Side - Amon Amarth

Resenha - With Oden On Our Side - Amon Amarth




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Mastodon: quem ouve Amon Amarth não imagina que o vocalista ouve Sade, diz Brann DailorMastodon
Quem ouve Amon Amarth não imagina que o vocalista ouve Sade, diz Brann Dailor

Viking Metal: Metal Hammer elege os 10 álbuns essenciais do estiloViking Metal
Metal Hammer elege os 10 álbuns essenciais do estilo


Viking metal: 20 álbuns que definem a evolução do estiloViking metal
20 álbuns que definem a evolução do estilo

Metal Hammer: As melhores músicas da história do Death MetalMetal Hammer
As melhores músicas da história do Death Metal


Top 10: dez roqueiros que se foram aos 27 anos de idadeTop 10
Dez roqueiros que se foram aos 27 anos de idade

A História Impopular dos Rolling StonesA História Impopular dos Rolling Stones


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin