Resenha - Stripped - Stephen Pearcy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 4


Há alguns anos, li um comentário cuja qualidade musical do disco em questão era descrita mais ou menos da seguinte forma: "... o disco é redondo, tem um furo no meio e é chato. Principalmente chato...". Pois bem, tomo a liberdade de fazer destas irônicas palavras as minhas... Stephen Pearcy, que já foi o vocalista de uma das mais bem-sucedidas bandas de hard rock dos anos 80, conseguiu liberar um dos registros mais chatos de 2006.

Nicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles PriesterÔôôôôeeee: Sílvio Santos aprovou montagem com Steve Harris

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na realidade, rock'n'roll ao vivo e acústico já se tornou uma piada há tempos. É apenas uma saída para músicos que estão numa fase não tão criativa e, para ganhar uns trocados e se manter em evidência, grava seus antigos sucessos neste formato. Esta apresentação é praticamente toda acústica e ocorreu em março de 2006 no The Key Club, em Hollywood, sendo que Pearcy está acompanhado por excelentes músicos, tendo como os mais conhecidos o baixista Chuck Wright (Quiet Riot) e o baterista Scott Coogan (Brides Of Destruction).

"Stripped" somente não é uma total calamidade pelo fato de Stephen Pearcy ser um veterano, o típico vocalista carismático que realmente sabe como entreter uma platéia. O repertório é constituído por nove clássicos do Ratt, uma faixa do Arcade (banda que Pearcy formou depois que o Ratt se acabou) e covers para "Bring It On Home" (Led Zeppelin) e "Oh Well" (Fleetwood Mac). Não há nenhuma canção de seus álbuns-solo e muito menos algo inédito.

Sinceramente, estes novos arranjos acústicos e insossos não chegam nem perto do trabalho do Ratt elétrico, cujas guitarras, aliadas à inconfundível voz de Pearcy, realmente causavam impacto. Tanto que, das 12 canções, as que funcionam bem e conseguem prender a atenção do ouvinte são apenas "Back For More" e "Slip Of The Lip". Muito pouco. E "Round And Round", que fecha o álbum, se tornou um completo fiasco...

Formação:
Stephen Pearcy - voz e violão
Erik Ferentinos - guitarra
Frank Wilsey - guitarra
Chuck Wright - baixo
Scott Coogan - bateria
Scott Breadman: percussão

Stephen Pearcy - Stripped
(2006 / Sidewinder Music - importado)

01. Slip Of The Lip
02. Back For More
03. Way Cool Jr.
04. Lovin' You's A Dirty Job
05. Lay It Down
06. You're In Love
07. Mother Blues
08. You Think You're Tough
09. Wanted Man
10. Bring It On Home
11. Oh Well
12. Round & Round

Homepage: www.stephen-pearcy.com




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Stephen Pearcy"


Ratt: Stephen Pearcy faz show em estado lamentável e vídeos viralizamRatt
Stephen Pearcy faz show em estado lamentável e vídeos viralizam


Nicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles PriesterNicko McBrain
Pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester

Ôôôôôeeee: Sílvio Santos aprovou montagem com Steve HarrisÔôôôôeeee
Sílvio Santos aprovou montagem com Steve Harris


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336