Rob Rock: o álbum mais pesado da carreira

Resenha - Garden Of Chaos - Rob Rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


O bom homem está de volta! Considerado o dono de uma das mais bonitas vozes de sua geração a ponto de ser respeitado até pelos fãs de fora do círculo do Heavy Metal cristão, o norte-americano Rob Rock está chegando com "Garden Of Chaos", um quarto álbum de estúdio que já vêm sendo considerado por muitos como o mais pesado de sua carreira-solo.

Spike: os sete piores solos de guitarraGutural: mulheres que fazem vocal em bandas de Metal

Rob Rock não comete o erro de explorar o Power Metal de modo a deformar os fundamentos que dão o devido 'charme' ao estilo. Pelo contrário. Ainda que não haja hesitação em inserir boas doses de Thrash Metal às composições, que lhes conferem ainda mais agressividade, o apego às raízes do tal Power permanece forte. E, paralelo a isso, o uso comedido de alguns elementos do Hard Rock e os refrões extremamente melodiosos dão uma tônica que aumenta ainda mais o dinamismo ao longo de toda a audição.

Com a participação de Roy Z e de todos os músicos da banda sueca e cristã Narnia, "Garden Of Chaos" é um verdadeiro arsenal de riffs velozes, mudanças instrumentais que asseguram a atenção do ouvinte e um baterista de técnica notável que impressiona por sua precisão. Naturalmente as metáforas de temática cristã se fazem presente - percebem a relação do título do álbum com aquele outro jardim bíblico que não deu muito certo?

O disco apresenta como convidados Gus G (Firewind), Bobby Jarzombek (Halford, Painmuseum) e alguns outros, tendo canções com boas chances de serem consideradas hinos no futuro, como a própria "Garden Of Chaos" e "Satan's Playground", que mesclam o Power, Thrash e melodias de forma empolgante. E não ficam muito atrás "Metal Breed" e "Millennial Reign", esta com um dos melhores refrões do repertório.

Um artista privilegiado sob todos os aspectos... Belíssima voz, músicos competentes o acompanhando e uma fase criativa que já vem durando desde 2000. Este é um registro que suprirá muito das expectativas de quem aprecia todo o tradicionalismo do Heavy Metal, e que, a exemplo do antecessor "Holy Hell" (05), merece ser liberado oficialmente no mercado brasileiro.

Formação:
Rob Rock - voz
Carl-Johan Grimmark - guitarra
Andreas Olsson - baixo
Andreas Johansson - bateria

Rob Rock - Garden Of Chaos
(2007 / AFM Records - importado)

01. Garden Of Chaos
02. Satan's Playground
03. Savior's Call
04. This Time Is The Last Time
05. Only a Matter Of Time
06. Spirit In The Sky
07. Metal Breed
08. Millennial Reign
09. Unconditional
10. Ride The Wind
11. Ode To Alexander

Homepage: www.robrock.com/




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Rob Rock"


Spike: os sete piores solos de guitarraSpike
Os sete piores solos de guitarra

Gutural: mulheres que fazem vocal em bandas de MetalGutural
Mulheres que fazem vocal em bandas de Metal

Atores e música: As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce WillisAtores e música
As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce Willis

Piadas sobre músicosPiadas sobre músicos

Musical Box: Os 20 discos seminais do Hard RockMusical Box
Os 20 discos seminais do Hard Rock

Bruce Dickinson: se dinheiro é tudo na sua vida, vá roubar bancosBruce Dickinson
Se dinheiro é tudo na sua vida, vá roubar bancos

Igor Cavalera: Quando todos tentavam ir mais rápido, eu estava diminuindoIgor Cavalera
"Quando todos tentavam ir mais rápido, eu estava diminuindo"


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336