Slipknot: não espere algo convencional

Resenha - Voliminal: Inside The Nine - Slipknot

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


O norte-americano Slipknot conseguiu passar por cima de todos os seus detratores com um forte e bem planejado marketing, além da saturação absurda de sua música em três álbuns de estúdio e um ao vivo. Agora o conjunto está liberando seu segundo DVD, "Voliminal: Inside The Nine", duplo, que está saindo no mercado brasileiro via Hellion Records, e com certeza provocará reações das mais diversas junto ao telespectador.

Vanusa e Black Sabbath: a notável coincidência nos riffsMetal Sucks: os melhores álbuns de metal do século 21

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O primeiro DVD consegue ser a extensão de uma das características que estes nove mascarados querem passar ao público, ou seja, chocar com todo seu aparato visual. Seu formato é totalmente diferente dos tradicionais DVDs que mostram os bastidores, fãs, trechos de apresentações, piadinhas infames e seja lá o que mais inventem como 'entretenimento' neste quesito.

Todas estas informações e outros detalhes curiosos também aparecem aqui, como o mecanismo que levanta e faz girar a bateria (ainda tem impacto, mesmo não sendo algo novo, pois o Mötley Crüe já usava algo semelhante há mais de 20 anos), ou Chris Fehn masturbando o longo nariz de sua máscara, e ainda o vocalista berrando insistentemente direto na orelha de um segurança durante uma apresentação. Até mesmos os outros seguranças ao lado não deixam de esboçar sorrisos...

Mas em se tratando de Slipknot, não espere algo convencional. Tudo neste DVD 1 é apresentado de forma fragmentada e repleto de excelentes efeitos de edição. Em mais de uma hora somente o que se assiste são imagens e sons distorcidos, além da inclusão de algumas cenas - insetos, folhas, detalhes de arquiteturas, etc - que não têm nada a ver com a banda. Este conjunto todo de informações faz deste primeiro DVD algo similar aos filmes de terror feitos no Japão. Completamente bizarro, mas perfeitamente compreensível a quem estiver assistindo.

O segundo DVD é mais tradicional e dividido em três partes. Temos uma seção de entrevistas individuais com os músicos, onde, com exceção do cara dos pregos que cuida dos samples, Craig Jones, todos aparecem sem as máscaras (quem diria?!?). E como não há legendas em português, há grandes chances de estas entrevistas serem algo bem cansativo aos que não entendem a língua inglesa. Ou seja, a maior parte do público brasileiro.

Há uma seção para os vídeo-clips, que aparecem para "Duality", "Vermilion" (com um ótimo enredo), "Vermilion pt. 2", "Before I Forget" e o ao vivo "The Nameless", todos do CD "Subliminal Verses" (04). E, por fim, o melhor de tudo: as 10 canções reproduzidas de algumas apresentações ao vivo pelo globo. E aí, meus caros, podem falar o que quiser: que o Slipkont é puro produto de marketing, que tocam new metal, que é só barulho ou o diabo. Mas estes argumentos caem por terra com a energia destas imagens ao vivo, sejam em preto-e-branco ou a cores. O grupo tem uma performance excelente sobre os palcos e levam suas platéias à loucura, e a execução de "People = Shit" é uma clara amostra deste fato.

"Voliminal: Inside The Nine" não é só indispensável aos fãs. Também merece ser assistido pelos que destestam a banda, quem sabe estes não mudam de opinião? Não que isto vá fazer diferença para a carreira destes mascarados...


Outras resenhas de Voliminal: Inside The Nine - Slipknot

Slipknot: o que querem, do jeito que queremResenha - Voliminal: Inside the Nine - Slipknot




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Slipknot"


Corey Taylor: não vai parar de derrubar celulares dos fãs nos showsCorey Taylor
Não vai parar de derrubar celulares dos fãs nos shows

Corey Taylor: Verdades sobre Joey Jordison e Jim RootCorey Taylor
Verdades sobre Joey Jordison e Jim Root


Vanusa e Black Sabbath: a notável coincidência nos riffsVanusa e Black Sabbath
A notável coincidência nos riffs

Metal Sucks: os melhores álbuns de metal do século 21Metal Sucks
Os melhores álbuns de metal do século 21


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adGoo336