Y&T: com astral de 1980 mas longe de soarem datados

Resenha - Facemelter - Y&T

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

7


Y&T... Com certeza uma das mais injustiçadas bandas de Hard Rock dos Estados Unidos! Na ativa desde meados da década de 1970, a banda liberou álbuns muito bons que atingiram a respeitável marca de quatro milhões de cópias vendidas, mas, ainda assim, encontraram consideráveis dificuldades para alcançar as grandes massas. Mas isso nunca foi um motivo real para que seus fundadores, Dave Meniketti (voz e guitarra) e Phil Kennemore (baixo), desistissem de sua música.

Ainda que o ritmo de seus lançamentos tenha caído consideravelmente, aí está seu novo álbum de estúdio. Demorou meros 13 anos, mas "Facemelter" mostra como o Y&T está soando neste novo milênio. Não mudaram quase nada... Continuam com aquele astral da década de 1980, mas, paradoxalmente, estão longe de soarem datados, pois houve certa preocupação em manter o áudio devida e equilibradamente atualizado.

publicidade

E isso significa que o Y&T não corrompeu seu estilo. Longe disso! Lá estão aqueles saudáveis arranjos crus que primam pela versatilidade, guitarras esbanjando melodias e solos inspirados, tantas vezes adentrando em território bluesy, além dos sempre tão importantes refrões pulsando forte. Muitas destas características estão perfeitamente encaixadas em "On With The Show", "I'm Coming Home", "Shine On", "Hot Shot" e "Blind Patriot", as grandes responsáveis por manter a energia em ebulição.

publicidade

Mas, ainda que o repertório não possua somente brilhos, com "How Long" ou "Wild Child" se mostrando maçantes e quebrando o encanto que a audição poderia realmente vir a ter, é inegável que o Y&T ainda tenha muito a dizer, seja a nível musical ou emocional. São veteranos! Como curiosidade final, vale citar que, para dar ainda mais ênfase a seu retorno, o grupo contratou ninguém menos do que John Taylor Dismukes – o mesmo artista responsável pelas capas dos nostálgicos "Black Tiger" (82), "Mean Streak" (83) e "In Rock We Trust" (84) – para criar a escamosa arte de "Facemelter". E como o estilo deste ilustrador avançou com o passar das décadas!

publicidade

Contato:
http://www.meniketti.com
http://www.myspace.com/yandtrocks

Formação:
Dave Meniketti - voz e guitarra
John Nymann - guitarra
Phil Kennemore - baixo
Mike Vanderhule - bateria

Y&T - Facemelter
(2010 / Frontiers Records - importado)

publicidade

01. Prelude, On With the Show
02. On With The Show
03. How Long
04. Shine On
05. I Want Your Money
06. Wild Child
07. I'm Coming Home
08. If You Want Me
09. Hot Shot
10. Blind Patriot
11. Don't Bring Me Down
12. Gonna Go Blind
13. One Life




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Farofa?: 7 bandas estigmatizadas pelo rótulo de hard farofaFarofa?
7 bandas estigmatizadas pelo rótulo de "hard farofa"

1978: 70 discos de rock e metal lançados há 40 anos1978
70 discos de rock e metal lançados há 40 anos


Postura: 12 coisas que você nunca deve dizer a um músicoPostura
12 coisas que você nunca deve dizer a um músico

Iron Maiden: as dez melhores músicas, segundo a LoudwireIron Maiden
As dez melhores músicas, segundo a Loudwire


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin