Ancesttral: prato cheio para qualquer headbanger

Resenha - Famous Unknown - Ancesttral

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

9


Há tempos que o Brasil saiu da posição de mero consumidor de Heavy Metal para se tornar um fornecedor de ótimas bandas, mas o que falta é uma estrutura que leve estes conjuntos para tocar com freqüência pelos mais variados estados deste imenso Brasil. Um real circuito de shows seria um facilitador e tanto, pois não é possível que grupos como Ancesttral e Cavalar – citando apenas dois nomes apoiados pela Voice Music – não encontrem um público fiel com a devida exposição.

O paulistano Ancesttral já vinha mostrando seu poder de fogo com o EP "Helleluiah" (05), cujas três composições estavam matadoras. Agora chegou a vez de seu debut, "The Famous Unknown", com uma das capas mais bonitas do ano e um prato cheio para qualquer headbanger que aprecie Thrash Metal regado a elementos do metal mais tradicional, na linha do que era feito no final da década de 80 e início de 90.

publicidade

Para situar o leitor, o Ancesttral é mais ou menos uma mescla de Metallica com White Zombie, em especial pela voz de Alexandre Grunheidt ter fortes influências de James Hetfield e Rob Zombie. Com várias vinhetas, "The Famous Unknown" é simples e direto, mas executado com tal garra – riffs, solos, seção rítmica e vozes de fundo, tudo está perfeito – que se torna impressivo do início ao fim.

publicidade

Muito da força que estas composições transmitem também deve ser creditada à excelente produção do pessoal do Korzus, Marcelo Pompeu e Heros Trench – que também toca o solo da nova versão de "Demolition Man. Há ainda vários vocalistas já conhecidos que participam do CD, como Vitor Rodrigues (Torture Squad) em "Visual Mask", Roger Lombardi (Goat Love, ex-Sunseth Midnight), cujo contraste entre as vozes enriqueceu em muito "Endless Trip" e Paul X (Monster) na faixa-título (ô riff grudento!!!).

publicidade

É isso. Sem mais delongas, "The Famous Unknown" se mostra mais um grande destaque em termos de bandas nacionais neste promissor ano de 2007. Quanto a este que vos escreve, estarei apertando novamente o ‘play’ de meu aparelho de som, que já está praticamente pegando fogo e pedindo socorro. Mas ele já devia estar acostumado com estes abusos...

publicidade

Formação:
Alexandre Grunheidt - voz e guitarra
Leonardo Brito - guitarra
Renato Canonico - baixo
Billy Houster - bateria

Ancesttral – The Famous Unknown
(2007 / Voice Music – nacional)

01. We Kill
02. Helleluiah
03. The Famous Unknown
04. Demolition Man
05. Endless Trip
06. Lost In Myself
07. Hell Is My Home
08. Put Me Through
09. Visual Mask
10. Feel My Hate

publicidade

Homepage: www.ancesttral.com


Outras resenhas de Famous Unknown - Ancesttral

Ancesttral: puro e velho thrash metal old school




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metal SP: documentário sobre Heavy Metal em São PauloMetal SP
Documentário sobre Heavy Metal em São Paulo

Café com Ócio: 15 melhores discos do Metal Nacional - 2000 a 2010Café com Ócio
15 melhores discos do Metal Nacional - 2000 a 2010


Iron Maiden: o pior momento de Bruce Dickinson no palcoIron Maiden
O pior momento de Bruce Dickinson no palco

Metal Progressivo: os dez melhores álbuns do estiloMetal Progressivo
Os dez melhores álbuns do estilo


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin