Resenha - Nattfödd - Finntroll

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Primeiramente, quero me desculpar com os caros leitores por estas linhas estarem sendo publicadas vários meses depois deste CD ter sido lançado no mercado brasileiro. Porém, a questão é que o Finntroll é uma banda única, e creio que a presença deste seu último disco chamado "Nattfödd" é obrigatória aqui no site Whiplash.

Iron Maiden: em 1985, show "secreto" com Adrian no vocalVegetarianismo: Nomes do Rock e do Metal que não comem carne

Os amantes de música extrema e apreciadores de Heavy Metal em geral com certeza já ouviram falar deste conjunto finlandês. Finnrtroll se tornou muito famoso no underground mundial pelo fato de misturarem de maneira impensável algo do metal extremo, humppa (uma variação finlandesa do polka russo) e ainda o folk. Também circularam nas mídias especializadas as notícias de doença e morte envolvendo alguns de seus membros fundadores; fatos trágicos, mas que não impediram a banda de seguir adiante com sua música.

"Nattfödd" é seu quinto registro e primeiro a ser lançado aqui no Brasil, se caracterizando pela entrada do novo guitarrista Routa, além da presença do vocalista Wilska, e os outros membros são os já veteranos Skrymer (guitarras), Tundra (baixo), Trollhorn (teclado) e B. Dominator (bateria). Musicalmente, este disco é um verdadeiro caos organizado, combinando riffs pesadíssimos nas guitarras com fortes doses da música folclórica do norte europeu. É brutal, rápido, épico, e, por mais incongruente que possa parecer, possui humor, é alegre em vários momentos. Todas as letras são cantadas em sueco, apesar de a banda ser finlandesa. A arte do Finntroll é belíssima e foge completamente das armadilhas do mercado musical.

O tecladista Trollhorn é um destes pequenos gênios, sendo o responsável direto pelo incremento da sonoridade folclórica e algumas inesperadas orquestrações, o que torna as mudanças do andamento das canções tão inusitadas. Quanto às linhas vocais de Wilska, este preferiu não rosnar de maneira tão rápida como seu antecessor, preferindo colocar seu toque pessoal, o que comprova sua auto-estima e resultou num ótimo trabalho. A atuação dos outros músicos também é excelente, ficando muito bem representada numa gravação que dá o devido valor a todos os instrumentos.

Qualquer um que possua uma mente aberta e esteja disposto a encarar algo completamente diferente do que se escuta no meio do Heavy Metal, deve conferir "Nattfödd". Finntroll representa algo novo, e há grandes chances de chegar ao topo, onde poucas bandas realmente merecem estar. Fica também minhas congratulações à Somber Music por disponibilizar esta pérola no mercado nacional, e espero também que cheguem por aqui os antigos trabalhos da banda.

Finntroll - Nattfödd
(2004 - Century Media/Somber Music)

01 - Vindfärd / Människopesten
02 - Eliytres
03 - Fiskarens Fiende
04 - Trollhammaren
05 - Nattfödd
06 - Ursvamp
07 - Marknadsvisan
08 - Det Iskalla Trollblod
09 - Grottans Barn
10 - Rök

Homepage: www.finntroll.net


Outras resenhas de Nattfödd - Finntroll

Resenha - Nattfödd - Finntroll




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Finntroll"


Iron Maiden: em 1985, show secreto com Adrian no vocalIron Maiden
Em 1985, show "secreto" com Adrian no vocal

Vegetarianismo: Nomes do Rock e do Metal que não comem carneVegetarianismo
Nomes do Rock e do Metal que não comem carne

Motorhead: a gafe nazista de Lemmy em NurembergMotorhead
A gafe nazista de Lemmy em Nuremberg

Dinheiro não é tudo mas ajuda: 5 Rock Stars que nasceram ricosDinheiro não é tudo mas ajuda
5 Rock Stars que nasceram ricos

Batom, laquê...: Como formar uma banda de Hard Rock em 69 liçõesBatom, laquê...
Como formar uma banda de Hard Rock em 69 lições

Cover x autoral: a vitória do consagrado sobre a criatividadeCover x autoral
A vitória do consagrado sobre a criatividade

Corey Taylor: sonhando com sexo grupal com Lita Ford e Doro PeschCorey Taylor
Sonhando com sexo grupal com Lita Ford e Doro Pesch


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336