Pastore: entre o tradicionalismo e o contemporâneo

Resenha - End Of Our Flames - Pastore

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A trajetória que ultrapassou duas décadas pode não feito de Mario Pastore um vocalista muito conhecido para além do círculo underground brasileiro, mas garantiu muitos elogios por parte dos que tiveram acesso a seus trabalhos em grupo como Acid Storm e Delpht. De qualquer forma, desde 2007 o paulistano está seguindo com a banda PASTORE, que marcou sua estreia com “The Price For The Human Sins” (10) e agora está lançando “The End Of The Our Flames”, via Voice Music.
5000 acessosBateristas: os dez músicos mais loucos de todos os tempos5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1981

“The End Of Our Flames” é mais um exemplo de como a cena brasileira continua em ótima fase, independente dos subgêneros que as bandas optem em seguir. No caso do Pastore, o cerne de seu estilo orbita nas raízes oitentistas do Heavy Metal, combinado arranjos do Power, Thrash e até mesmo o Hard Rock europeu, mantendo uma importante unidade global e, principalmente, conjugando tudo de forma a transpirar gratificantes ares contemporâneos.

Ainda que a performance de Mario Pastore remeta principalmente a nomes como Rob Halford (Judas Priest) e Bruce Dickinson (Iron Maiden), o fato é que o vocalista possui carisma de sobra para não ficar apenas na sombras dos mestres. E que fique claro que esta é uma banda real, tendo como indiscutível a relevância dos outros músicos, em especial o trabalho do guitarrista Raphael Gazal, o principal compositor e que, ao lado do baterista Fábio Buitvidas (Shadowside), também assinou a gravação do disco, que teve sua mixagem e masterização feitas pelo sueco Thomas Plec Johansson.

A abertura auto-intitulada e a pesadíssima “Envy” são canções de impacto que funcionarão muito bem ao vivo, mas os 50 minutos de audição seguem invariavelmente com muitos outros momentos de euforia como “Brutal Storm” (que já ganhou vídeo) e “Unreal Messages”. Ainda que devidamente atualizado, “The End Of The Our Flames” também é um item muito indicado ao público fascinado pela distorção dos primórdios do Heavy Metal, e que tem a honra de estar sendo lançado também ao público nipônico via Hydrant e EMI Music. Muito bom mesmo!

Contato: www.myspace.com/bandapastore

Formação:
Mário Pastore - voz
Raphael Gazal - guitarra
Aléxis Gallucci - baixo
Fábio Buitvidas - bateria

Pastore - The End Of The Our Flames
(2012 / Voice Music – nacional)

01. The End Of Our Flames
02. Night And Day
03. Fools
04. Brutal Storm
05. Empty World
06. Liar
07. When The Sun Rises
08. Envy
09. Unreal Messages
10. Bring To Me Peace
11. The World Is Falling

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de End Of Our Flames - Pastore

1080 acessosPastore: Um lançamento de destaque na cena nacional889 acessosPastore: um dos maiores representantes do Metal nacional1206 acessosPastore: Equilíbrio entre o Metal tradicional e o moderno1461 acessosPastore: um dos melhores vocalistas na atualidade

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 06 de agosto de 2012

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Pastore"

PastorePastore
Infelizmente esse é o país do Carnaval, e não do Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Pastore"

BateristasBateristas
Os dez músicos mais loucos de todos os tempos

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1981

Rolling StonesRolling Stones
A História Impopular; a mais completa bio em português

5000 acessosSupernatural: ouça 10 músicas que marcaram a série5000 acessosSexo e Satã: as mensagens subliminares em capas de Rock / Metal5000 acessosSlash: Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vício5000 acessosRolling Stones: banda paga R$128 de cachê a backing vocals5000 acessosChester Bennington: "Sou eu a causa dos meus problemas"5000 acessosSeparados no nascimento: Steve Harris e Renato Aragão

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online