Resenha - Tattooed Heart - Evidence One

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos


A história do Evidence One começa de maneira inesperada, pois seu primeiro registro "Criticize The Truth" de 2002 foi elaborado apenas para prazer pessoal de Robby Böbel (guitarra) e Carsten Lizzard (voz). Porém, quando lançado, este álbum foi tão elogiado pela crítica especializada que a banda acabou por abrir a excursão européia do Saxon. E a coisa não parou por aí, pois entre várias apresentações, o Evidence One tem o mérito de ser a primeira banda de metal a participar do festival inglês "Legends of AOR". E para coroar todo este êxito, são considerados o grande destaque do WackenOpen Air Fest 2003.

Classic Rock: revista elege 100 melhores músicas de rockRamones: Perguntas e respostas e curiosidades

Com um impulso destes logo no início da carreira, são rapidamente contratados pela Nuclear Blast e é de se imaginar a pressão para o segundo registro. Para tanto, vêm completar o time de Evidence One a inclusão de Shimmi Schimmer na segunda guitarra, o excelente Thomas Bauer no contrabaixo e Rami Ali na bateria. O resultado final do trabalho desta equipe é a adição de ainda mais distorção nas canções de seu novo disco denominado "Tattooed Heart".

A proposta musical deste disco é um power metal bastante mesclado com o hard rock europeu, com faixas bem variadas, onde o peso e melodia estão em perfeita harmonia, estilo que as bandas alemãs dominam com perfeição há décadas. Se alguém aí se lembra de uma banda norte americana chamada Fifth Angel (seu segundo disco saiu aqui no Brasil em vinil em 89), pois bem, a sonoridade de Tattooed Heart tem lá suas semelhanças, inclusive no timbre de voz de seus vocalistas.

Böbel é um excelente guitarrista, compositor e produtor. A sonoridade que se retirou dos instrumentos está perfeita e a interpretação potente de Lizzard não deixa dúvidas sobre a ótima parceria que esta dupla faz. O restante da banda não fica atrás, em especial o baixista Thomas Bauer, que mantém ótimo ritmo com seu baixo engordurado.

Um disco muito acima da média do que se escuta por aí, onde se destacam logo de cara as intensas "Moonsigh" e "Vírus In My Veins", a cozinha matadora de "Written In Blood", a quase melancólica faixa-título e a porrada "Infinite Seconds", com uma pequena distorção na voz do refrão que enriqueceu muito esta faixa. E o resto do disco segue essa mesma linha, com solos, riffs, linhas vocais, tudo muito preciso e cheio de feeling. Indicadíssimo!

EVIDENCE ONE - Tattooed Heart
(2004 - distribuído por Big Rock music)

01. Moonsigh
02. Virus In My Veins
03. Written In Blood
04. Tattooed Heart
05. Infinite Seconds
06. When Thunder Hits The Ground
07. In Love And War
08. Slave To The Machine
09. Anything I Need To Know
10. Child Of Insanity

Homepage: http://www.evidenceone.de

BIG ROCK MUSIC
Site: www.bigrockmusic.com.br
Telefone: (11) 4330 0499
Tel / Fax: (11) 4125-0831
Email: bigrock@bigrockmusic.com.br




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Evidence One"


Classic Rock: revista elege 100 melhores músicas de rockClassic Rock
Revista elege 100 melhores músicas de rock

Ramones: Perguntas e respostas e curiosidadesRamones
Perguntas e respostas e curiosidades

New York Times: os 100 melhores covers de todos os temposNew York Times
Os 100 melhores covers de todos os tempos

Simplicidade é para os falsos: o nome de banda mais complicado do mundoSimplicidade é para os falsos
O nome de banda mais complicado do mundo

Black Sabbath: Nos separamos por causa do Live EvilBlack Sabbath
"Nos separamos por causa do Live Evil"

Stryper: canção do Black Sabbath é mais cristã que nossas cançõesStryper
Canção do Black Sabbath é mais cristã que nossas canções

GayC/DC: Um tributo gay ao AC/DCGayC/DC
Um tributo gay ao AC/DC


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.