Ex Deo: projeto de Maurizio Iacono, vocalista do Kataklysm

Resenha - Romulus - Ex Deo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  


Um projeto de respeito! Quando o Ex Deo anunciou o início de suas atividade em 2008, houve certa expectativa de como tudo soaria, pois seu mentor é ninguém menos do que o canadense Maurizio Iacono, o famoso vocalista do Kataklysm. Aliás, todos os membros da banda canadense foram intimados e se fazem presentes neste debut, além de vários convidados que tornam tudo ainda mais especial.

Batizando este lançamento com o nome de um dos lendários irmãos fundadores de Roma, "Romulus" tem como tema a história daquele que provavelmente foi o mais importante dos impérios do passado. Ainda que musicalmente nada seja novo, tudo adquire uma força impossível de passar despercebida – então a originalidade acaba por não ser um ponto tão importante assim, certo?

publicidade

A produção é impecável e grande responsável pelo poder-de-fogo do repertório, cujo estilo se aproxima do Death Metal, porém constantemente entrelaçado por melodias sinfônicas que geram uma vívida atmosfera militar, típica dos tempos antigos. É inegável que os sintetizadores, ainda que sejam importantíssimos no resultado final das composições, soem bem genéricos. Mas sua combinação com as guitarras, seção rítmica e as sempre ótimas linhas de voz de Iacono conseguem se impor, especialmente em "Legio XIII" e "In Her Embrace Dark".

publicidade

As aparições citadas no primeiro parágrafo são de nomes cultuados no underground, tendo Nergal (Behemoth) urrando em "Storm The Gates Of Alesia", além de Karl Sanders (Nile) e Obsidian C. (Keep Of Kalessin) colocando suas guitarras respectivamente em "The Final War (Battle Of Actium)" e na excelente "Cruor Nostri Abbas".

"Romulus", com seu enredo repleto de traição, honra e, obviamente, milhares e milhares de mortes, se revela uma estréia que esbanja integridade, completamente indicada ao público que aprecia Heavy Metal épico e de uma distorção absurda, próximo (ou não?) do que o Amon Amarth e Nile vêem proporcionando nos últimos tempos.

publicidade

Formação:
Maurizio Iacono - voz
Stephane Barbe - guitarra
J-F Dagenais - guitarra
Francois Mongrain - baixo
Jonathan Leduc - teclados
Max Duhamel - bateria

Ex Deo - Romulus
(2009 / Nuclear Blast Records - importado)

01. Romulus
02. Storm The Gates Of Alesia
03. Cry Havoc
04. Invictus
05. Surrender The Sun
06. The Final War (Battle Of Actium)
07. Legio XIII
08. Blood, Courage And The Gods That Walk The Earth
09. Cruor Nostri Abbas
10. In Her Dark Embrace
11. The Pantheon (Jupiter’s Reign)

http://www.myspace.com/exdeo

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Lemmy: Radiohead e Coldplay são bandas sub-emoLemmy
"Radiohead e Coldplay são bandas sub-emo"

Total Guitar: os melhores e piores covers da históriaTotal Guitar
Os melhores e piores covers da história


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin