Chimaira: tradição de soar distinto de trabalhos anteriores

Resenha - Infection - Chimaira

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 6

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Chimaira sempre conseguiu boa repercussão em seu país elaborando uma música com várias daquelas características inacessíveis do underground. E agora os norte-americanos estão disponibilizando seu quinto álbum, "The Infection", que continua mantendo a tradição de soar distinto de seus trabalhos anteriores.
271 acessosChimaira: banda se reúne com formação clássica para show único5000 acessosAs tatuagens de Rob Halford

Tanto que o Thrash Metal, tão bem explorado em "Resurrection" (07), foi praticamente abolido por aqui. Mas aquela conhecida atmosfera sinistra permanece, e ainda mais forte. Obscura mesmo, e os teclados de Chris Spicuzza são um fator importante para aumentar esta sensação – atentem para "Secrets Of The Dead", por exemplo. Isso, somado a todo o groove que as composições exalam, gerou um novo elemento mais apocalíptico que se distingue na sonoridade do Chimaira.

A distorção é enorme a ponto de este novo disco poder ser considerado como o menos mainstream já liberado pela banda. Mas, ao contrário do que esse processo camaleônico resultou no passado, "The Infection" possui um repertório que se mostra enfadonho em várias ocasiões. Individualmente, cada faixa é bastante eficaz, mas sequencialmente a audição não funciona tão bem assim – e a própria gritaria nada versátil de Mark Hunter influencia neste sentido.

De qualquer forma, há algumas canções que compensam a aquisição do disco. "The Venom Inside" é uma ótima abertura, com guitarras melódicas iniciais muito bem conduzidas, para depois explodir em puro peso; "Frozen In Time" se saiu estranhamente grudenta (quem diria...!) e com ótimos refrões; além da longa instrumental "The Heart Of It All", novamente com um excelente trabalho nas guitarras, encerrar o álbum mostrando o quanto os instrumentistas do Chimaira são capazes.

Ainda que a capacidade que o Chimaira sempre apresentou, de se reinventar disco após disco, deva ser respeitada e valorizada, infelizmente "The Infection" deixou algo a desejar. Mas, além dos reais fãs da banda, esse trabalho também pode ser conferido por aqueles headbangers que geralmente dão preferência ao groove e vocalizações rosnadas.

Formação:
Mark Hunter - voz
Rob Arnold - guitarra
Matt Devries - guitarra
Jim LaMarca - baixo
Chris Spicuzza - teclados e sampler
Andols Herrick - bateria

Chimaira - The Infection
(2009 - Nuclear Blast / Icarus Music - importado)

01. The Venom Inside
02. Frozen In Time
03. Coming Alive
04. Secrets Of The Dead
05. The Disappearing Sun
06. Impending Doom
07. On Broken Glass
08. Destroy And Dominate
09. Try To Survive
10. The Heart Of It All

Homepage: www.chimaira.com

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

271 acessosChimaira: banda se reúne com formação clássica para show único0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Chimaira"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Chimaira"

HalfordHalford
O que há escondido sob a roupa de couro?

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Ritchie Blackmore e Mr. Bean

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Joe Satriani e Lord Voldemort

5000 acessosMotörhead: em 1995, Lemmy comenta versão do Sepultura5000 acessosMetallica: NME elege as 10 melhores músicas do grupo5000 acessosFotos de Infância: Cradle Of Filth5000 acessosMegadeth: porque tantos foram demitidos? Mustaine tenta explicar5000 acessosMegadeth: com quantas baquetas se faz um álbum de estúdio?5000 acessosMetallica: Hetfield revela faixa que deveria ter ficado de fora do "Ride The Lightning"

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online