At War: Um cruzamento de Motorhead e Venom

Resenha - Retaliatory Strike - At War

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Fundado em 1983 em Virginia (EUA), o At War nunca alcançou sucesso comercial, mas com o passar dos anos atingiu o status de ‘cult’ pelo velho headbanger e até mesmo a nova geração passou a respeitar seus trabalhos. Assim, alguns meses após liberar o primeiro disco do At War, “Ordered To Kill” (86), o selo Heavy Metal Rock dá continuidade à missão de resgatar importantes obras oitentistas e coloca no mercado o sucessor “Retaliatory Strike”, lançado originalmente em 1988.
5000 acessosSlash: o segredo do timbre do guitarrista5000 acessosMarcos De Ros: os álbuns que marcaram o guitarrista

Novamente contando com os generais Paul Arnold (voz e baixo), Shawn Helsel (guitarra) e Dave Stone (bateria), “Retaliatory Strike” é sensivelmente mais rápido e pesado, o que potencializava ainda mais toda a já conhecida agressão sonora da banda. O At War parecia possuir um estoque ilimitado de munição e idéias para tantos arranjos básicos, além de uma verdadeira saraivada de solos cheios de energia primitiva.

Era o At War com sua veia Speed e Thrash Metal que tanto foi – e ainda é – definido como um cruzamento de Motorhead e Venom, mas com a imensa melhoria do áudio resultante da produção de Alex Perialis e Rob Hunter (Raven) no Pyramid Sound de New York. Tudo soava mais poderoso se comparado com o antecessor “Ordered To Kill”, como já fica claro desde “Conscientious Object” até a derradeira “The Example”, em aproximadamente 30 minutos de bombardeio ininterrupto e sem misericórdia que devem ter aberto muitas rodas durante as apresentações da época.

A edição brasileira conta com a versão de capa original de “Retaliatory Strike”, com helicópteros militares atacando um alvo inimigo notadamente no Oriente Médio (a situação não mudou muito entre os EUA e essa região ao longo das últimas três décadas, certo?), ao contrário da versão alternativa toda camuflada que o selo californiano New Renaissance já havia apresentado em algumas edições deste álbum.

Lá pelos meados dos anos 90 a indústria fonográfica havia mudado consideravelmente e a relação entre o At War e a New Renaissance não progrediu. Desde então, o trio passou a se dedicar à família e empregos 'normais', mas nunca encerrou oficialmente suas atividades, tanto que em 2009 pegou muita gente de surpresa ao lançar seu terceiro álbum, “Infidel”. Mas isso é história para ser contada futuramente... Por ora, basta saber que este registro é imperdível aos simpatizantes de Sacred Reich, Slayer, DRI, Rigor Mortis, Motorhead e Venom.

Contato:
http://www.atwartheband.com
http://www.myspace.com/atwartheband

Formação:
Paul Arnold - voz e baixo
Shawn Helsel - guitarra
Dave Stone - bateria

At War - Retaliatory Strike
(1988 / New Renaissance Records – 2011 / Heavy Metal Rock – nacional)

01. F.Y.I.
02. Conscientious Object
03. Creed Of The Sniper
04. Covert Sins
05. Crush Your Life
06. Guiltless Sympathizer
07. Church And State
08. Felon's Guilt
09. Thinkin'
10. The Example

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "At War"

SlashSlash
O segredo do timbre do guitarrista

Marcos De RosMarcos De Ros
Conheça os álbuns que marcaram o guitarrista

Paul McCartneyPaul McCartney
Um baita susto pregado por George Harrison

5000 acessosSeparadas no nascimento: Pitty e Amy Winehouse5000 acessosMonsters Of Rock 2015: conheça a loira que "deu um show" com o Steel Panther5000 acessosVocalistas: as vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep5000 acessosIron Maiden: Dennis Stratton comenta morte de Clive Burr5000 acessosBlack Metal: lista de cinco bandas do lado sinfônico do satanismo4438 acessosKiss: Paul Stanley explica o motivo da maquiagem

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online