Resenha - Carbon Based Anatomy - Cynic

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


É, nada como a passagem do tempo para mudar alguns rumos... Ainda que o Cynic tenha uma discografia bastante tímida - "Focus" (93) e o excelente "Traced in Air" (08), que marcou o retorno da banda - o norte-americano da Flórida mudou muito sua proposta desde sua fundação, em 1987. O que era uma inicial prática do típico Death Metal deu lugar a uma verdadeira obsessão em explorar novas dimensões sonoras, sem a menor preocupação em se apegar a algum gênero específico.

Cynic: banda lançará versão remixada do álbum Traced In AirAC/DC: "Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vida"

Ainda que se atenha à sutileza futurista do já citado "Traced in Air", o fato é que toda a saudável ânsia em ampliar sua musicalidade fez do EP "Carbon Based Anatomy" algo completamente irrotulável. É claro que se percebem resquícios da música extrema, mas a linguagem é outra em função de tudo estar tão diluído em meio à combinação inspirada pelo rock progressivo, folk e delírios espaciais típicos dos 'malucos-beleza' comedores de ácido que infestavam os anos 70. A essência do Heavy Metal foi obrigatoriamente atenuada.

Certo, mas o EP é ruim? Não, de maneira alguma. Emocional em todos os níveis, tudo segue tranquilo e apaziguador ao longo das seis faixas distribuídas em pouco mais de 20 minutos. Com três composições instrumentais e três convencionais, temos belíssimas ambientações, um trabalho de guitarras e, principalmente, de bateria que são soberbos, além de muita diversidade vocal, com linhas femininas, faladas e por aí vai, mas com a completa ausência de rosnados ou guturais.

Paul Masvidal (voz e guitarra) e Sean Reinert (bateria) são as mentes pensantes por trás do Cynic e que dotaram "Carbon Based Anatomy" com uma excêntrica sonoridade. E o público que poderá apreciar este EP também será considerável, indo dos devotos do rock progressivo e psicodélico, experimental e música ambiente, além, é claro, do headbanger com uma capacidade para aceitar como uma banda pode orientar sua música da forma que lhe convier. Ótimo registro!

Contato:
http://www.cyniconline.com
http://www.myspace.com/cyniconline

Formação:
Paul Masvidal - voz e guitarra
Sean Reinert - bateria e teclados

Cynic - Carbon Based Anatomy EP
(2011 / Season Of Mist - importado)

01. Amidst The Coals
02. Carbon-Based Anatomy
03. Bija!
04. Box Up My Bones
05. Elves Beam Out
06. Hieroglyph




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Cynic"


Cynic: banda lançará versão remixada do álbum Traced In Air

Metal Progressivo: os 25 melhores álbuns de todos os temposMetal Progressivo
Os 25 melhores álbuns de todos os tempos

Fora do Armário: Ex-membros do Death se assumem como gaysFora do Armário
Ex-membros do Death se assumem como gays

Heavy Metal: dez grandes canções acústicas feitas por bandas do gêneroHeavy Metal
Dez grandes canções acústicas feitas por bandas do gênero


AC/DC: Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vidaAC/DC
"Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vida"

King Diamond: O que significa ser Satanista?King Diamond
O que significa ser Satanista?

Iron Maiden: curiosidades sobre o The Number Of The BeastIron Maiden
Curiosidades sobre o "The Number Of The Beast"

Joey Ramone: em 1989 falando de Metallica, AC/DC e GN'RAC/DC: como Angus responde a um copo de cerveja atirado?Aquiles Priester: fotos que contam a história do bateristaA7X: Discografia Comentada, P. 3 (Do pesadelo à realeza)

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.