Disturbed: muito mais Heavy Metal que New Metal

Resenha - Asylum - Disturbed

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Disturbed surgiu em meados da década de 1990, em Chicago, mais ou menos na mesma época em que a mídia norte-americana elevou aquele circo Nu Metal como a salvação do Heavy Metal. Como se o estilo precisasse ser salvo... Bom, o Disturbed deu azar e simplesmente foi enquadrado como mais uma das bandas deste nicho, o que é um absurdo. Sua música é muito mais que isso, é muito mais Heavy Metal, tanto que sua qualidade e coerência se mostraram mais resistentes do que o oferecido por seus conterrâneos alternativos.
4235 acessosMetallica: Oito grandes covers feitas por outras bandas5000 acessosIgor Cavalera: o Sepultura já era, deveria encerrar atividades

"Asylum" é seu quinto álbum e mantém praticamente todos os elementos-chave que tornou a música do Disturbed tão poderosa, com a surpreendente habilidade para arranjos pesadíssimos e melódicos, e tendo a incrível voz 'mezzo' rasgadona de David Draiman amarrando e aumentando ainda mais a intensidade das canções. E, como já é de conhecimento daqueles que já tiveram contato com algum de seus discos, o resultado final permanece agressivo, mas tão emocional que adquire uma imediata acessibilidade.

Assim sendo, o novo disco não apresenta absolutamente nada de revolucionário. Aliás, também não possui toda vitalidade do passado, inclusive com aquela sensação de deja-vu até aparecendo algumas vezes durante a audição... E se esse fato até pode ser considerado natural em função de o Disturbed possuir um estilo bastante distinto, a coisa pode complicar quando Draiman resolve abusar em sua interpretação para descambar em um desnecessário apelo por demais melodramático.

Independente de carecer de um repertório realmente impressionante, composições como a faixa-título, "Another Way To Die", "Never Again" e "The Animal" mostram a relevância da banda – tanto que "Asylum" repetiu a façanha de seus três antecessores e estreou em primeiro lugar entre os 200 da Billboard. Nada mal mesmo! Longe de ser o nome mais pesado ou agressivo do planeta, o Disturbed continua se mantendo nas mais altas esferas do mainstream de seu país. A questão é: até quando?

Contato:
http://www.myspace.com/disturbed
http://www.disturbed1.com

Formação:
David Draiman - voz
Dan Donegan - guitarra
John Moyer - baixo
Mike Wengren - bateria

Disturbed - Asylum
(2010 / Reprise Records - importado)

01. Remnants
02. Asylum
03. The Infection
04. Warrior
05. Another Way To Die
06. Never Again
07. The Animal
08. Crucified
09. Serpentine
10. My Child
11. Sacrifice
12. Innocence

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

MetallicaMetallica
Oito grandes covers feitas por outras bandas de Rock e Metal

2423 acessosShows: veja quanto Sabbath, A7X, Red Hot e Disturbed faturaram1285 acessosOzzfest: vídeo resumo de 2016 com Sabbath, Disturbed, Megadeth0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Disturbed"

DisturbedDisturbed
"Eu odeio neo-nazistas e skinheads!"

PiercingsPiercings
Nem todo rockstar é capaz de usar, veja alguns

BillboardBillboard
Discos de rock/metal que atingiram o topo nos anos 2000

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Disturbed"

Igor CavaleraIgor Cavalera
O Sepultura já era, deveria encerrar atividades

Vamos admitir sem hipocrisiaVamos admitir sem hipocrisia
Não há banda nova que preste

Motley CrueMotley Crue
As críticas de Vince Neil a Nikki Sixx e Tommy Lee

5000 acessosGuitarra: em vídeo, o solo mais destrutivo que você já viu5000 acessosMotorhead: Lemmy comenta as suas tatuagens e as tatuagens dos fãs5000 acessosGuitarristas: os 5 melhores para conhecer as últimas décadas4974 acessosGene Simmons: "Eu não gosto do sabor nem do cheiro de qualquer coisa com álcool"5000 acessosDJ Ashba: "não me vejo voltando ao Guns N' Roses nunca mais"5000 acessosKeith Richards: Stone fala de relacionamento com os Beatles

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online