Suidakra: revitalização de uma proposta que deu certo

Resenha - Crógacht - Suidakra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

9


Foram três longos anos de espera, mas enfim o Suidakra está liberando seu mais novo álbum! Se com "Command To Charge" (05) os alemães tinham pisado fundo no Death Metal Melódico e, assim, modificado consideravelmente sua proposta original, foi com o sucessor "Caledônia" (06) que as coisas começaram a entrar novamente nos eixos. Pois bem...

...Agora, com "Crógacht" (palavra irlandesa que significa 'Bravura'), o Suidakra procura resgatar ainda mais a sonoridade folclórica e agressiva que tornou sua música tão interessante aos ouvidos que tiveram contato com seus discos. E, assim como tantos outros, também é conceitual ao interpretar o livro "The Death Of Aoife's Only Son", que revela as peripécias do mitológico (e espertinho) personagem Cuchulainn em sua busca e aprendizagem das artes da guerra com uma mulher guerreira chamada Scathach, da Ilha de Skye.

publicidade

E certamente as composições estão incríveis. Com notáveis transições das partes agressivas para as mais melódicas, cada uma das conhecidas influências - Death Melódico pincelado pelo Heavy, Black e Folk Metal - aparecem no momento certo e de forma muito equilibrada. O trabalho com as guitarras é primoroso, com riffs que mais parecem uma muralha e vários solos cuidadosamente grudentos.

publicidade

Ainda que as vozes limpas apareçam com menos frequência, a preocupação vocal é outro ponto sempre valorizado pela banda, novamente resultando em algo muito vigoroso, que, em parceria com os teclados, gaita de fole e flauta, garante o forte sentimento céltico proposto por "Crógacht" – em especial com canções tão bonitas como a pesadíssima "Scathach" e "Conlaoch". Outros destaques? "Shattering Swords" e "Feats Of War", este último sendo o conveniente momento ameno do repertório, todo cantado com a bonita voz de Tina Stabel.

publicidade

A revitalização de uma proposta que deu certo foi o melhor caminho que o Suidakra poderia seguir, gerando um nono álbum que merece estar entre os melhores de sua já respeitável discografia. Totalmente recomendável aos legionários do Heavy Metal pagão ou de fortes laços com a música folclórica. Este disco é importado, mas fica o convite de o leitor também conferir alguns dos outros álbuns da banda que chegaram ao mercado nacional via Dynamo Records.

publicidade

Contato: www.suidakra.com

Formação:
Arkadius Antonik - voz, guitarra, teclados e banjo
Marcus Riewaldt - baixo
Lars Wehner - bateria

Convidados:
Axel Römer - gaita de fole e flauta
Sebastian Hintz - voz de fundo
Tina Stabel - voz em "Feats Of War"
Miriam Hensel - voz adicional em "Shattering Swords"

Suidakra - Crógacht
(2009 / Wacken Records - importado)

01. Slαn
02. Conlaoch
03. Isle Of Skye
04. Scαthach
05. Feats Of War
06. Shattering Swords
07. Αr Nasc Fola
08. Gilded Oars
09. Baile’s Strand

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Separados no nascimento: Roger Waters e Richard Gere.Separados no nascimento
Roger Waters e Richard Gere.

Rock Progressivo: as 25 melhores músicas de todos os temposRock Progressivo
As 25 melhores músicas de todos os tempos


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin