Resenha - Ascendancy - Trivium

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 10


Depois de escutar "Ember To Inferno" (03) do norte-americano Trivium, imaginei que seria realmente difícil a banda repetir o feito, tal o nível apresentado nestas composições. Logo após o lançamento deste debut, a banda assina com a Roadrunner Records e libera "Ascendancy" (05), distribuído agora no mercado nacional pela Sum Records, e se constata que conseguiram fazer um álbum ainda mais surpreendente que seu antecessor.

Trivium: banda grava versão de música popular portuguesa; confira o resultadoLegião Urbana: a versão de Renato Rocha sobre a sua saída

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As palavras-chave para a música do Trivium são Heavy Metal, talento e carisma. Fundindo muitas das vertentes da música, mas predominando a raiz do thrash dos anos 80 e o death melódico da década seguinte, o que estes músicos fazem ainda é "torcer" a tradição e as sonoridades atuais e o resultado são canções com algumas características próprias, que transcendem o chamado metalcore de seu país, mesmo fazendo uso de vozes limpas e agressivas.

Destacar algo neste disco é uma tarefa ingrata, "Ascendancy" é repleto de faixas memoráveis, ótimas vozes, refrãos marcantes, riffs de impacto, solos entre ambos os guitarristas e uma seção rítmica exemplar. Perfeito! Mas um detalhe bastante curioso foi a maneira como o Trivium resolveu chamar a atenção do público em "A Gunshot To The Head Of Trepidation", cantando repetidamente o famoso "Hey! Hey! Hey!" acompanhado somente pelo contrabaixo e bateria. Confesso que foi um retorno no tempo, pois muitas bandas de hard rock usavam este recurso na década de 80, era muito legal e imaginem ao vivo...

Muitos vêm considerando a música do Trivium como sendo o futuro do metal. Exagero ou não, só o tempo comprovará... Mas o fato é que a banda é jovem, tem muito fôlego e, se continuar neste ritmo, há algumas chances de influenciarem toda uma geração futura, assim como o Black Sabbath, Judas Priest, Iron Maiden e Metallica fizeram em seus dias de glória. "Ascendancy" é o típico álbum que agradará às mais variadas tribos que apreciam Heavy Metal como ele tem que ser: repleto de distorção, mas com total controle sobre a melodia.

Em tempo: imaginem esta massa sonora tendo passado pela mixagem de Andy Sneap (que também cantou no "Hey! Hey! Hey!")...

Formação:
Matthew K. Heafy - voz e guitarra
Corey Beaulieu - guitarras
Paolo Gregolleto - baixo
Travis Smith - bateria

Trivium - Ascendancy
(2005 / Roadrunner Records - 2006 / Sum Records - nacional)

01. The End Of Everything
02. Rain
03. Pull Harder On The Strings Of Your Martyr
04. Drowned And Torn Asunder
05. Ascendancy
06. A Gunshot To The Head Of Trepidation
07. Like Light To The Flies
08. Dying In Your Arms
09. The Deceived
10. Suffocating Sight
11. Depature
12. Declaration

Homepage: www.trivium.org




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Trivium"


Trivium: banda grava versão de música popular portuguesa; confira o resultadoEm 10/10/2006: Trivium lançava o álbum "The Crusade"

Metalcore: 13 músicas que um fã de death metal deve gostarMetalcore
13 músicas que um fã de death metal deve gostar

Metal/Hard: Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuaisMetal/Hard
Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuais


Legião Urbana: a versão de Renato Rocha sobre a sua saídaLegião Urbana
A versão de Renato Rocha sobre a sua saída

Hall Of Shame: as melhores músicas ruins da história do MetalHall Of Shame
As melhores músicas ruins da história do Metal


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adGoo336