Matérias Mais Lidas

imagemAs faixas do "Black Album" que James Hetfield e Lars Ulrich não curtem

imagemAs seis músicas do Metallica que Dave Mustaine ajudou a escrever

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemJanis Joplin: última gravação dela em vida foi feita para um Beatle

imagemAs 10 melhores versões metal de músicas pop dos anos 1980, em lista da Metal Hammer

imagemAnitta é a maior roqueira que existe hoje no Brasil, diz integrante do Titãs

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemEdu Falaschi comenta produção "nível banda europeia" da nova turnê e agradece fãs

imagemMax e Iggor Cavalera: setlists, fotos e vídeos de shows na Audio, em São Paulo

imagemJoão Gordo relembra proposta de fazer propaganda de calmante com Dado Dolabella

imagemNando Reis e a linda música que Samuel Rosa dispensou por ter recebido na hora errada

imagemA reação de Jimi Hendrix ao assistir King Crimson ao vivo

imagemSincero, vocalista do Anvil diz que é feliz com o tamanho da banda

imagemAmy Lee escolhe a melhor música do Evanescence para apresentar a banda


Dream Theater 2022

Resenha - Ascendancy - Trivium

Por Ben Ami Scopinho
Em 06/08/06

Nota: 10

Depois de escutar "Ember To Inferno" (03) do norte-americano Trivium, imaginei que seria realmente difícil a banda repetir o feito, tal o nível apresentado nestas composições. Logo após o lançamento deste debut, a banda assina com a Roadrunner Records e libera "Ascendancy" (05), distribuído agora no mercado nacional pela Sum Records, e se constata que conseguiram fazer um álbum ainda mais surpreendente que seu antecessor.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As palavras-chave para a música do Trivium são Heavy Metal, talento e carisma. Fundindo muitas das vertentes da música, mas predominando a raiz do thrash dos anos 80 e o death melódico da década seguinte, o que estes músicos fazem ainda é "torcer" a tradição e as sonoridades atuais e o resultado são canções com algumas características próprias, que transcendem o chamado metalcore de seu país, mesmo fazendo uso de vozes limpas e agressivas.

Destacar algo neste disco é uma tarefa ingrata, "Ascendancy" é repleto de faixas memoráveis, ótimas vozes, refrãos marcantes, riffs de impacto, solos entre ambos os guitarristas e uma seção rítmica exemplar. Perfeito! Mas um detalhe bastante curioso foi a maneira como o Trivium resolveu chamar a atenção do público em "A Gunshot To The Head Of Trepidation", cantando repetidamente o famoso "Hey! Hey! Hey!" acompanhado somente pelo contrabaixo e bateria. Confesso que foi um retorno no tempo, pois muitas bandas de hard rock usavam este recurso na década de 80, era muito legal e imaginem ao vivo...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Muitos vêm considerando a música do Trivium como sendo o futuro do metal. Exagero ou não, só o tempo comprovará... Mas o fato é que a banda é jovem, tem muito fôlego e, se continuar neste ritmo, há algumas chances de influenciarem toda uma geração futura, assim como o Black Sabbath, Judas Priest, Iron Maiden e Metallica fizeram em seus dias de glória. "Ascendancy" é o típico álbum que agradará às mais variadas tribos que apreciam Heavy Metal como ele tem que ser: repleto de distorção, mas com total controle sobre a melodia.

Em tempo: imaginem esta massa sonora tendo passado pela mixagem de Andy Sneap (que também cantou no "Hey! Hey! Hey!")...

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Formação:
Matthew K. Heafy – voz e guitarra
Corey Beaulieu – guitarras
Paolo Gregolleto – baixo
Travis Smith – bateria

Trivium – Ascendancy
(2005 / Roadrunner Records - 2006 / Sum Records - nacional)

01. The End Of Everything
02. Rain
03. Pull Harder On The Strings Of Your Martyr
04. Drowned And Torn Asunder
05. Ascendancy
06. A Gunshot To The Head Of Trepidation
07. Like Light To The Flies
08. Dying In Your Arms
09. The Deceived
10. Suffocating Sight
11. Depature
12. Declaration

Homepage: www.trivium.org

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Do violoncelo até a viola, cinco grandes versões da clássica "Master Of Puppets"

Dez grandes bandas de heavy metal que gravaram covers do Metallica - Parte 1

"Metal Tour Of The Year" chega ao fim e Megadeth agradece bandas participantes

Hellsinger: game reúne grandes vozes do metal em músicas inéditas; veja o trailer

Trivium: frontman explica uso de jeans feminino

Trivium: a melhor música de cada álbum de estúdio

Lista: do pop punk ao death metal, 20 bandas de rock e heavy que surgiram na Flórida

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São Paulo

Oh, não!: clássicos do Rock Heavy Metal e que foram "estragados" pelo tempo


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.