Iced Earth: Com velocidade, groove ou baladas, é puro Metal

Resenha - Dystopia - Iced Earth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Enfim aportando no Brasil "Dystopia", um álbum que o Iced Earth conseguiu que figurasse na lista dos melhores lançamentos do ano de várias revistas e zines especializados do planeta. A edição nacional, liberada pela Shinigami Records, vem trajada no sempre elegante digipak e ainda apresenta três faixas bônus - "Soylent Green", "Iron Will" e "Anthem (string mix)" - inéditas em várias edições gringas.

Metallica: Lars Ulrich quase saiu no tapa com Lou ReedCreed: nomeada pior banda dos anos 1990 pela Rolling Stone

Nesta altura do campeonato, é desnecessário citar as agruras pelas quais o guitarrista e capitão de plantão Jon Schaffer e seu Iced Earth passaram nos últimos anos, seja no campo vocal ou com discos que eram tão pomposamente épicos que acabaram não atraindo as atenções como seria o ideal. Mas com "Dystopia" tudo muda, e para melhor.

Este é o décimo álbum de estúdio onde a banda recrutou Stu Block, um vocalista que já estava fazendo um trabalho incrível no canadense Into Eternity. E, aproveitando a época de mudanças, o Iced Earth reorientou sua proposta e deu uma 'limpada' nos excessos, resgatando muito da força que clássicos como "The Dark Saga" (96) e "Something Wicked This Way Comes" (98) ofereciam com tanta facilidade.

Ou seja, ainda que a conhecida faceta thrash não seja tão evidente, o Iced Earth voltou a dar a devida atenção aos riffs de guitarra. São esses riffs, elaborados com inspiração e emoção, que novamente orientam as canções e tornam cada um dos 60 minutos da audição realmente maravilhosos. E, completando a boa fase, temos esse Stu Block com uma versatilidade vocal que encontrou o apoio praticamente unânime entre o público e crítica, façanha que nem mesmo a fera Tim 'Ripper' Owens chegou perto de conquistar nos velhos tempos.

Seja com velocidade, groove ou baladas, isso é o puro Heavy Metal Tradicional que vem arrebatando tantos adeptos ao atravessar as décadas... O repertório está abarrotado de excelentes composições: "Dystopia", "Anthem", "Equilibrium", "Bolling Point", "Tragedy And Triumph" e a pesadíssima "Days Of Rage". Há muito para se apreciar e, como dito, a edição nacional de "Dystopia" é um produto dos mais caprichados. Pode adquirir o seu de olhos fechados!

Contato:
http://www.icedearth.com
http://www.myspace.com/icedearth

Formação:
Stu Block - voz
Jon Schaffer - guitarra e teclados
Troy Seele - guitarra
Freddie Vidales - baixo
Brent Smedley - bateria

Iced Earth - Dystopia
(2011 - Century Media / Shinigami Records - nacional)

01. Dystopia
02. Anthem
03. Boiling Point
04. Anguish Of Youth
05. V
06. Dark City
07. Equilibrium
08. Days Of Rage
09. End Of Innocence
10. Soylent Green (bônus)
11. Iron Will (bônus)
12. Tragedy And Triumph
13. Anthem - string mix (bônus)


Outras resenhas de Dystopia - Iced Earth

Iced Earth: Parece que o grupo está de volta aos eixos!

Iced Earth: Um álbum excelente, envolvente do início ao fimIced Earth
Um álbum excelente, envolvente do início ao fim

Iced Earth: Um ótimo disco de heavy metal do começo ao fimIced Earth
Um ótimo disco de heavy metal do começo ao fim

Iced Earth: Dystopia é Heavy Metal até a medulaIced Earth
Dystopia é Heavy Metal até a medula

Iced Earth: Existe um futuro muito promissor pela frenteIced Earth
Existe um futuro muito promissor pela frente




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Iced Earth"


Power Metal: 10 álbuns essenciais segundo About.comPower Metal
10 álbuns essenciais segundo About.com

Iced Earth: Dar vida às músicas não é algo que gira em torno do vocalista!Iced Earth
"Dar vida às músicas não é algo que gira em torno do vocalista!"

Pra ouvir e discutir: os melhores discos lançados em 1996Pra ouvir e discutir
Os melhores discos lançados em 1996


Metallica: Lars Ulrich quase saiu no tapa com Lou ReedMetallica
Lars Ulrich quase saiu no tapa com Lou Reed

Creed: nomeada pior banda dos anos 1990 pela Rolling StoneCreed
Nomeada pior banda dos anos 1990 pela Rolling Stone

Music Radar: Os maiores frontmen de todos os temposMusic Radar
Os maiores frontmen de todos os tempos

Hetfield: Você não gostaria de mim se soubesse minha históriaHetfield
"Você não gostaria de mim se soubesse minha história"

Separados no nascimento: Lady Gaga e EddieSeparados no nascimento
Lady Gaga e Eddie

Inovação: conheça primeira guitarra feita inteiramente de titânioInovação
Conheça primeira guitarra feita inteiramente de titânio

Lobão: em 2013, PT responsável por sertanejo universitário?Lobão
Em 2013, PT responsável por sertanejo universitário?


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336