Resenha - Nymphetamine - Cradle Of Filth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos


Formado atualmente por Danny Filth nas vozes, Paul Allender e Germs Warfare nas guitarras, Herr Pubis no baixo, Martin Foul nos teclados e Adrian Erlandesson na baterial, o Cradle of Filth lança Nymphetamine, seu sexto álbum com faixas inéditas. E podem ter a certeza de que novamente estes britânicos serão amados ou odiados, mesmo com suas músicas sempre muito agressivas e bem elaboradas.

Cradle Of Filth: nova linha de camisetas tem colaboração de vocalista do BMTHWhiplash.Net: O site protege algumas bandas e prejudica outras?

Primeiramente, sobre o ótimo jogo de palavras "Nymphetamine", muito bem sacado. Sendo a junção das palavras Ninfeta (jovem mulher bastante desejável) com Anfetamina (típico estimulante): estimulado pelas jovens... provavelmente é o título mais original e bonito de 2004, encaixando-se perfeitamente na temática do disco.

Quanto às músicas, é sempre louvável observar que em vários momentos alguns conjuntos dão uma volta ao passado, resgatando elementos na sonoridade dos tempos idos para incrementar sua proposta musical atual. E isso foi feito com muito bom gosto em Nymphetamine, que vêm recheado de thrash e heavy metal oitentista, cuja fusão do antigo com o novo deixou as músicas bem mais diretas.

Obviamente o Cradle Of Filth continua com seu excelente black metal furioso com influências góticas; Danny continua cantando como um demônio, com as linhas de voz complicadíssimas de sempre, mas desta vez os teclados estão mais ao fundo, ainda que bastante presentes. E a grande diferença em relação aos trabalhos anteriores é que as músicas estão orientadas pelas guitarras, tendo ainda o baixo e bateria bem à frente. Exemplos disto estão nas faixas "Coffin Fedder" e "Filthy Little Secret", com aquele jeitão de Iron Maiden na parte instrumental.

Todas as faixas são excelentes, mas dá para citar ainda a faixa-título, que conta com a presença de Liv Kristine (Theatre Of Tragedy, Leave's Eyes) num dueto com Danny. Outro grande momento é "English Fire", que possui os mais belos arranjos de teclados de todo o cd; "Swansong For A Heaven" e "Mother Of Abominations" estão mais próximas do black/gótico melodramático que são a marca registrada do Cradle Of Filth.

A versão brasileira apresenta como faixa-bônus outra versão de Nymphetamine, que vem editada e bem mais curta que a original.

CRADLE OF FILTH - Nymphetamine
(2004 - Roadrunner Records / Sum Records)

01. Satyriasis
02. Gilded Cunt
03. Nemesis
04. Gabrielle
05. Absinthe With Faust
06. Nymphetamine (Overdose)
07. Painting Flowers White Never Suited My Palette
08. Medusa And Hemlock
09. Coffin Fodder
10. English Fire
11. Filthy Little Secret
12. Swansong For A Raven
13. Mother Of Abominations
14. Nymphetamine Fix (Bonus)


Outras resenhas de Nymphetamine - Cradle Of Filth

Resenha - Nymphetamine - Cradle of Filth



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Cradle Of Filth"


Cradle Of Filth: nova linha de camisetas tem colaboração de vocalista do BMTH

Cradle Of Filth: quais os filmes de horror preferidos de Dani Filth?Cradle Of Filth
Quais os filmes de horror preferidos de Dani Filth?

Em 29/10/2012: Cradle Of Filth lançava o álbum The Manticore and Other HorrorsCradle Of Filth: banda lançou sua cerveja; primeiro lote foi vendido em uma hora

Dani Filth: queima de igrejas obviamente era ridículoDani Filth
Queima de igrejas "obviamente era ridículo"

Cradle Of Filth: quais os filmes de horror preferidos de Dani Filth?Cradle Of Filth
Quais os filmes de horror preferidos de Dani Filth?


Whiplash.Net: O site protege algumas bandas e prejudica outras?Whiplash.Net
O site protege algumas bandas e prejudica outras?

Novas caras do metal: 40 bandas que você precisa conhecerNovas caras do metal
40 bandas que você precisa conhecer


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.