Matérias Mais Lidas

imagemTitãs: traído, o baterista destruiu o quarto; Paulo Ricardo viu na TV a traição

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemPaulo Ricardo e a loucura em hotel nos anos 1980: "Eu já tinha perdido o pudor!"

imagemO maior álbum de todos os tempos, na opinião do saudoso Ronnie James Dio

imagemWandinha, da Netflix, resgata banda icônica do Rock em canção com letra sacana

imagemMetallica: se você achou caro o pacote do Titãs, fuja dos preços da turnê de Hetfield & Cia

imagemO curioso ritual do Fleetwood Mac antes de subir ao palco, revelado por Christine McVie

imagemCinco músicos que nunca voltarão para as bandas que os consagraram

imagemGene Simmons relembra como passagem pelo Brasil levantou o Kiss em 1983

imagemMarko Hietala anuncia retorno ao mundo da música e fãs pedem volta ao Nightwish

imagemBandas de rock que lançaram poucos discos, mas continuam fazendo muito sucesso

imagemPor que Bono é odiado por muitos mas sobrevive a tanto hate? Regis Tadeu analisa

imagemMatt Sorum: ex-baterista do Guns N' Roses conta porque não deseja voltar à banda

imagemA bonita homenagem que Angra fará a Andre Matos em novo álbum, segundo Fabio Lione

imagemIggor Cavalera diz que o metal às vezes é muito conservador


Stamp
Summer Breeze

Resenha - Doomsday Machine - Arch Enemy

Por Ben Ami Scopinho
Postado em 19 de agosto de 2005

Nota: 8

O sueco Arch Enemy coloca no mercado "Doomsday Machine", seu sexto álbum de estúdio, com a formação inalterada contando com Angela Gossow (voz), Mike Amott (guitarra), Christopher Amott (guitarra), Sharlee D’Angelo (baixo) e Daniel Elandsson (bateria). As faixas basicamente reciclam a mesma fórmula de equilíbrio entre melodia e agressão dos discos anteriores, porém com alguns incrementos bastante interessantes.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Comparando com seu antecessor, "Antems Of Rebellion" (2003), este registro oferece um peso extra nas composições que já eram fortes por natureza, assim como maior presença de melodias. As habilidades dos irmãos Amott nas guitarras continuam surpreendentes, despejando riffs bombásticos e Michael, um dos nomes mais reverenciados nas seis cordas do mundo metálico, teve uma preocupação toda especial com seus solos, que estão cada vez mais virtuosos, o que é relativamente incomum dentro do death metal melódico e com certeza o grande ponto alto do Arch Enemy.

A atuação da seção rítmica somente faz os méritos de "Doomsday Machine" aumentarem ainda mais, pois Sharlee e Daniel tem bom senso e criatividade para executar exatamente o que é necessário no momento correto, se ajustando perfeitamente em cada canção numa sincronia que é de cair o queixo.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O desempenho da alemã Angela merece comentários à parte, pois esta loirinha conseguiu impressionar a todos com seus rosnados de uma agressividade completamente masculina desde sua entrada na banda. Porém, em "Doomsday Machine" sua linhas vocais estão recheadas com camadas de efeitos, com um resultado final que mexerá com a opinião de muitos fãs. Se nos discos anteriores ela urrava como um monstro, agora é um monstro usando a tecnologia, um verdadeiro Frankenstein.

Desde a instrumental que abre o disco até "Slaves Of Yesterday ", o que se ouve é uma ótima mescla de death metal melódico com o thrash norte-americano oitentista, mas que possui sua própria identidade graças ao talento de seus músicos, em especial ao já citado trabalhos das guitarras, que não possuem único riff ou solo medianos. Novamente com a estupenda produção de Andy Sneap, o ouvinte tem a garantia de clareza e profundidade abundantes nos instrumentos, com uma consistência que impressiona em todos os momentos da audição, sendo bastante indicado a constar na prateleira dos amantes de qualquer gênero do Heavy Metal.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

ARCH ENEMY - Doomsday Machine
(2005 / Century Media – importado)

01. Enter The Machine
02. Taking Back My Soul
03. Nemesis My Apocalypse
04. Carry The Cross
05. I Am Legend / Out For Blood
06. Skeleton Dance
07. Hybrids Of Steel
08. Mechanic
09. God Creation
10. Machtkampf
11. Slaves Of Yesterday

Homepage: www.archenemy.net


Outras resenhas de Doomsday Machine - Arch Enemy

Resenha - Doomsday Machine - Arch Enemy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Samael Hypocrisy


[an error occurred while processing this directive]
[an error occurred while processing this directive]
[an error occurred while processing this directive]

Behemoth, Arch Enemy, Nervosa e Crypta: A esperada celebração do metal extremo em São Paulo

Jovens, mas nem tanto: 10 discos de heavy metal que completarão 20 anos em 2023

Arch Enemy e Behemoth entregam shows potentes na abertura da turnê em BH

Fernanda Lira faz post emocionante sobre show ao lado de Arch Enemy e Nervosa

Alissa White-Gluz publica foto com Nervosa e Crypta e elogia brasileiras

Arch Enemy e Behemoth iniciam tour pelo Brasil; confira playlists com os setlists

Veja uma prévia do que esperar da turnê do Behemoth no Brasil

Novembro: 11 músicas para chegar com tudo no penúltimo mês do ano

Guitarra de Michael Amott fica destruída após show do Arch Enemy; veja fotos

Nita Strauss lança música com participação de Alissa White-Gluz, vocalista do Arch Enemy

As dez músicas que o Arch Enemy mais tocou ao vivo

Gossow posta foto ousada em protesto contra países que restringem liberdade das mulheres

Wacken divulga retrospectiva em vídeo da edição 2022; assista aqui

De Red Hot ao death metal, 15 músicas lançadas em 2022 que você precisa ouvir

Jeff Loomis ensina como se toca "Born", do Nevermore, na guitarra; veja vídeo

Kerrang!: álbuns fantásticos com capas constrangedoras

Arch Enemy: "sem chance para uma diva numa banda de metal"

Gustavo Sazes: obras de arte em capas de álbuns de grandes bandas

Bandas: Por que ninguém está indo a seus shows?

Metal: as oito maiores tretas entre músicos do gênero


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.