Private Line: um dos melhores álbuns de Hard do ano

Resenha - Evel Knievel Factor - Private Line

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

9


Bom, com certeza a capa deste disco já deve ter feito muita gente ignorar o Private Line... O conjunto vem da Finlândia e está na ativa desde 1996, conseguindo superar alguns consideráveis obstáculos, seja vencendo concursos entre bandas, seja liberando alguns bons EPs que caíram no gosto do público. Mas a coisa começou a crescer mesmo foi em 2003, quando debutaram com "21st Century Pirates", que atingiu ótimas posições nas paradas de sucesso de seu país, tanto que tiveram a oportunidade de tocar ao lado de veteranos como Alice Cooper, Mötley Crüe e D.A.D. A ótima recepção continuou a ponto de este disco começar a ser distribuído por praticamente todo o mundo. Tsc... Menos em locais mais 'fim-do-mundo' como o Brasil.

Mas nem tudo está perdido. A Dynamo Records correu atrás do prejuízo e está liberando agora em terras tupiniquins "Evel Knievel Factor", seu segundo trabalho lançado em 2006, que é um discão! O Private Line é daquelas poucas bandas em que, além da inspiração, existe a observação atenta de suas influências, para posteriormente transformar em algo com características próprias. E se mantém mais longe ainda de serem meras cópias por também investirem em elementos mais modernos. O Hard Rock está lá, temperado com alguns sintetizadores, mas com todos os arranjos pegajosos inerentes do estilo, seja em faixas pesadas, tranquilas ou baladas pop mesmo.

publicidade

Apesar de os instrumentistas serem extremamente competentes em despejar melodias de fácil assimilação, um dos grandes trunfos do Private Line é o desempenho de Sammy, que, apesar de ser um perfeito esquisitão, se mostra tão confortavelmente versátil cantando, gritando ou gemendo (eu, hein?!?), que consegue chamar praticamente toda a atenção para si. O repertório está muito bem montado, mas dá para destacar "Evel Knievel Factor", "Uniform", a quase dançante "Gods Of Rewind" e "Billion Star Hotel".

publicidade

"Evel Knievel Factor" funde o velho e o novo com paixão e talento, tanto que, ao lado de "Domino Effect" (Gotthard), é um dos mais impressivos álbuns de Hard Rock liberados neste ano no Brasil, ainda que ambos apresentem propostas bem distintas. Totalmente indicado aos fãs de veteranos como Alice Cooper e Mötley Crüe, além de novos nomes como Wigwam e até mesmo Lordi.

publicidade

Formação:
Sammy - voz
Jack - guitarra
Ilari - guitarra e sintetizadores
Brat Spit - baixo
Eliaz - bateria

Private Line - Evel Knievel Factor
(2006 / Bad Habits Records - 2007 / Dynamo Records - nacional)

01. (Prelude) For The Daredevils
02. Evel Knievel Factor
03. Broken Promised Land
04. Alive
05. Sounds Advice
06. The Sindicate
07. Prozac Nation
08. Uniform
09. Gods Of Rewind
10. Anyway
11. Billion Star Hotel

publicidade

Homepage: www.privatelineweb.com




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Axl Rose: a primeira ficha policial aos 18 anosAxl Rose
A primeira ficha policial aos 18 anos

Ódio musical: os artistas mais detestados em lista da SpinnerÓdio musical
Os artistas mais detestados em lista da Spinner


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin