Resenha - Time Like Vines - She Said Destroy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


She Said Destroy! Eis aqui mais uma banda que consegue fazer uma música que foge do que se está acostumado a escutar em termos de Heavy Metal, dando um "nó" em quem faz questão de rotular esta arte.

Top 5 Pantera: About.com elege os cinco melhores álbuns da banda

Lista: 50 discos de rock e metal sem uma única música fraca

Este conjunto foi formado em Oslo, Noruega, em 2000, e desde então vem atraindo curiosos com suas demos, cuja sonoridade se aproxima da música extrema por mesclar o death, black e thrash. Mas vai fundo ainda no metal tradicional e até mesmo flerta descaradamente com o rock básico – e tem algo de jazz por aqui! - em várias ocasiões, sendo que deixam o ouvinte meio desnorteado, principalmente com suas mudanças de tempo inesperadas.

E agora em 2006 She Said Destroy enfim chega com seu debut, "Time Like Vines", com um contexto musical totalmente caótico e bastante maduro. Com vocalizações rosnadas de maneira profunda e gritos insanos, a complexidade de algumas faixas se contrasta com a simplicidade eficaz de outras, fazendo com que a audição flua muito bem. A banda pode não ter foco musical, mas consegue chamar a atenção com a brutalidade bizarra que aparece até mesmo nas faixas mais cadenciadas, que não duram muito, pois o veloz assalto sonoro logo recomeça, todo torcido.

Um disco que mostra muito potencial, mesmo que ainda fragmentado. Estes noruegueses não têm receios de experimentar, e o resultado são canções muito boas. Como foi dito, não é extremo, mas chega perto, e é recomendável uma boa audição por parte de quem curte músicas difíceis como as propostas do Mastodon e até mesmo Meshuggah. É claro que são bandas com linhas sonoras distantes, mas são pontos de referência válidos neste caso.

Formação:
Anders - voz e guitarra
Snorre - voz e guitarra
Eystein - baixo
Torris - bateria

She Said Destroy – Time Like Vines
(2006 - Candlelight Records - importado)

01. Armageddon, Anyone?
02. Times Like Vines
03. Der Untergeher
04. I Sense A Tempest Arising
05. Beyond The Borders Of Our Minds
06. Joy To The World: The Coming Of Kali
07. Shapeshifter
08. Swallow My Tongue
09. Becoming The Morning Star
10. Morituri Te Salutant

Homepage: shesaiddestroy.norge.cc




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Top 5 Pantera: About.com elege os cinco melhores álbuns da bandaTop 5 Pantera
About.com elege os cinco melhores álbuns da banda

Lista: 50 discos de rock e metal sem uma única música fracaLista
50 discos de rock e metal sem uma única música fraca


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin