Borknagar: um grupo que não pode ser acusado de estagnação

Resenha - Universal - Borknagar

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Aqui temos um grupo que não pode ser acusado de estagnação artística... Ainda que em 1995 a raiz fosse o Black Metal, já nessa época sua música conseguia fugir dos 'padrões' do que era oferecido pelos conterrâneos noruegueses; e sua criatividade e constante ousadia, acentuadas após Vintersorg assumir o posto de vocalista, fez com que o Borknagar apresentasse uma evolução que não é permitida à carreira de muitas bandas.

Borknagar: banda lança vídeo para nova música "Up North"; vejaOs Simpsons: bandas de Rock na versão amarela

O estilo pouco convencional do Borknagar continua em seu oitavo álbum, "Universal", cuja energia bruta e caótica novamente vai cedendo espaço às estruturas tão mais complexas e melódicas. O tecladista Lazare possui um papel importantíssimo pela inclusão de sonoridades de violinos, flautas e afins, é o grande responsável pela veia folclórica, além de exibir a sempre marcante influência do Progressivo da década de 1970, em bases perfeitamente conectadas às seções Heavy Metal.

"Havoc" e "For A Thousand Years To Come" mostram parte do domínio que Vintersorg possui sobre as linhas vocais, sua versatilidade continua impressionante - mesmo que alguns possam vir a depreciar suas vocalizações limpas. O fato é que o Borknagar trabalhou muito em seus arranjos, e naturalmente as vozes não ficaram para trás, tanto que o próprio Lazare também canta na delirante (e deslocada) "Fleshtower", e ninguém menos do que Vortex (ex-Dimmu Borgir) é o convidado responsável pela voz em "My Domain", certamente um dos grandes destaques do repertório.

"Universal" também se caracteriza por marcar o retorno de Jens Ryland (guitarra) e a saída de Tyr (baixo), além da adição do baterista norte-americano David Kinkade (Malevolent Creation). Este disco oferece muito mais do que uma simples audição superficial pode sugerir, suas canções estão mais longas e atmosféricas, tudo é explorado de tal forma que a identidade do Borknagar continua indefinida. Uma excelente fase para os noruegueses!

Contato: www.myspace.com/borknagar

Formação:
Vintersorg - voz
Øystein Garnes Brun - guitarra
Jens F. Ryland - guitarra
Lazare - teclados, órgão Hammond
Tyr - baixo
David Kinkade - bateria

Borknagar - Universal
(2010 / Indie Recordings - importado)

01. Havoc
02. Reason
03. The Stir Of Seasons
04. For A Thousand Years To Come
05. Abrasion Tide
06. Fleshflower
07. Worldwide
08. My Domain




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Borknagar"


Borknagar: banda lança vídeo para nova música "Up North"; vejaBorknagar: banda divulga primeira música do novo álbum

Metallica: As 5 melhores versões de terceiros dos seus clássicosMetallica
As 5 melhores versões de terceiros dos seus clássicos

Metal norueguês: as dez melhores bandas segundo o About.comMetal norueguês
As dez melhores bandas segundo o About.com


Os Simpsons: bandas de Rock na versão amarelaOs Simpsons
Bandas de Rock na versão amarela

Megadeth: Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatosMegadeth
Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatos

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1991Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1991

Raul Seixas: qual a origem da música "Gita"?Nirvana: Krist Novoselic comenta o suicídio de CobainMegadeth: Mustaine diz que a habilidade de Kiko é "Astronômica"Behemoth: "Lords of Chaos não é um filme ruim, mas a história toda é muito banalizada"

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.