Nile: Death Metal brutal, extremamente técnico

Resenha - Ithyphallic - Nile

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Em 14 anos de carreira o Nile adquiriu a posição de 'cult' no underground mundial, com registros sendo devidamente aclamados pela crítica e arrebatando a devoção de fãs em todos os cantos do planeta. Até mesmo quem não tem interesse pelo estilo conhece a fama de seu Death Metal brutal, extremamente técnico e incrementado com muitos elementos da cultura egípcia, o que resultou no grande diferencial exótico da música destes norte-americanos.

Bizarro & Absurdo: 12 Tristes Realidades da MúsicaWhiplash.Net: O site é um site lucrativo?

Porém, mesmo trazendo toda a sonoridade marcante e bem estruturada que a banda sempre dispôs em seus registros anteriores, o fato é que com seu quinto álbum, "Ithyphallic", o Nile dá algumas mostras de que está começando a se tornar previsível. Até podemos encarar isso como algo normal em qualquer carreira artística que é levada adiante por tantos anos seguidos, mas esta é a realidade, pura e simples.

Com uma produção até mesmo algo mais polida para os padrões do grupo, "Ithyphallic" é dono de arranjos tão ultra-sônicos quanto possível e entremeados por passagens climáticas, melódicas ou lentas, com a inserção de vários efeitos sonoros que remetem naturalmente ao Egito e que aumentam o clima bombástico de todo o CD. As performances individuais novamente impressionam, em especial a de George Kollias (há momentos em que me pergunto se este baterista é humano...) com suas batidas intrincadas e muito inteligentes em, por exemplo, "As He Creates, So He Destroys".

Também se sobressai "Laying Fire Upon Apep", com ótimo riffs; e ainda "Even The Gods Must Die", talvez a melhor canção de todo o álbum, um épico de 10 minutos com muita variação de seu andamento em um amálgama de praticamente toda a proposta do Nile para o restante do CD. A edição nacional também conta com um atrativo a mais, pois traz versões instrumentais para "As He Creates, So He Destroys" e "Papyrus Containing The Spell To Preserve Its Possessor Against Attacks From He Who Is In The Water" (título curtinho, não?), que originalmente constavam somente na versão digipack.

Mesmo não atingindo um nível de criatividade que o tornasse realmente distinto de seu antecessor, "Annihilation Of The Wicked" (05), ainda assim "Ithyphallic" se sobressai em relação a muitos dos álbuns do gênero lançados neste ano. E é por causa de toda esta força que o Nile já deixou seu legado no cenário da música extrema com seu Death Metal que aborda tão bem a história e folclore das antigas civilizações.

Formação:
Karl Sanders - voz e guitarra
Dallas Toler Wade - baixo, guitarra e voz
George Kollias - bateria

Nile - Ithyphallic
(2007 - Nuclear Blast Records / Rock Brigade Records - nacional)

01. What Can Be Safely Written
02. As He Creates, So He Destroys
03. Ithyphallic
04. Papyrus Containing The Spell To Preserve Its Possessor Against Attacks From He Who Is In The Water
05. Eat Of The Dead
06. Laying Fire Upon Apep
07. The Essential Salts
08. The Infinity Of Stone
09. The Language Of The Shadows
10. Even The Gods Must Die
11. As He Creates, So He Destroys (instrumental)
12. Papyrus Containing The Spell To Preserve Its Possessor Against Attacks From He Who Is In The Water (instrumental)

Homepage: www.nile-catacombs.net


Outras resenhas de Ithyphallic - Nile

Nile: tradição do Metal e tempero egípcio



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Nile"


Geologia: Os 5 lugares mais Metal do planetaGeologia
Os 5 lugares mais "Metal" do planeta

Death Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOLDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL


Bizarro & Absurdo: 12 Tristes Realidades da MúsicaBizarro & Absurdo
12 Tristes Realidades da Música

Whiplash.Net: O site é um site lucrativo?Whiplash.Net
O site é um site lucrativo?


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.