Hammurabi: Honrando com folgas a tradição de Minas Gerais

Resenha - Extinction Root - Hammurabi

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


Na ativa desde 2006, o mineiro Hammurabi se mostrou focado em sua proposta e tem chamado muito as atenções da mídia e público, tanto pela consistência de sua música como pelo profissionalismo com que orienta cada passo de sua carreira. E, apesar de todas as dificuldades, colheram os merecidos frutos e estrearam em disco através da Cogumelo Records, um selo que já virou lenda no Brasil.

Dimebag Darrell: namorada fala sobre a vida e a morte do músico

Guns N' Roses: a trágica história do baixista fundador

"The Extinction Root" honra com folgas a tradição que as bandas veteranas de Minas Gerais construíram. O Hammurabi mostra todo o poder de fogo de seu amálgama de Death e Thrash Metal, com influências discorrendo aproximadamente pelo que era feito entre a segunda metade dos anos 1980 e início da década seguinte, mas com linhas vocais fluindo do gutural ao gritado, característica que aumenta ainda mais todo o dinamismo caótico ao longo dos 45 minutos de audição.

Entre o muito veloz e passagens mais cadenciadas, o Hammurabi organiza e trabalha seus arranjos com eficácia para ter grande impacto, fator que será ainda mais forte quando estiverem sobre os palcos. Após uma introspectiva introdução acústica, o que se segue é um desfile de bom gosto e diversidade, tendo na faixa-título uma perfeita representante do que é oferecido pelo repertório, mas acompanhada de perto por verdadeiros massacres do porte de "Oil, Smoke And Blood" e a excelente "Madness Is To Live In This World". Há muita coisa boa por aqui!

Lançado no final de 2010, "The Extinction Root" figurou como um dos melhores álbuns na lista de várias pessoas ligadas à mídia underground nacional. E os caras fizeram por merecer, tanto que este debut também alcançou o complicado mercado norte-americano através de uma iniciativa da Relapse Records. Um disco totalmente indicado ao público que acompanha nomes como Kreator, Sepultura, Death Angel, Slayer, Morbid Angel e similares.

Contatos:
http://www.hammurabi.com.br
http://www.myspace.com/hammurabibrasil

Formação:
Daniel Lucas - voz e baixo
Danilo Henrique - guitarra
Wagner Oliveira - guitarra
Crislei Rodrigo - bateria

Hammurabi - The Extinction Root
(2010/ Cogumelo Records – nacional)

01. Obliteration Of Mankind
02. The Extinction Root
03. Blessed By Hate
04. Despair And Anguish
05. Highway Of Death
06. Oil, Smoke And Blood
07. Madness Is To Live In This World
08. A Land Forgotten
09. Global Diseade
10. ... And the Soul Of The Planet In Gone


Outras resenhas de Extinction Root - Hammurabi

Hammurabi: Verdadeira jóia que mantém a tradição de Minas

Hammurabi: Thrash Metal bruto com certo quê de Death




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Dimebag Darrell: namorada fala sobre a vida e a morte do músicoDimebag Darrell
Namorada fala sobre a vida e a morte do músico

Guns N' Roses: a trágica história do baixista fundadorGuns N' Roses
A trágica história do baixista fundador


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin