Resenha - Black Waltz - Kalmah

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Vindo da Finlândia, o Kalmah já é conhecido pelo público headbanger brasileiro desde 2000, quando foi lançado por aqui seu primeiro registro “Swamplord”, pela Century Media Records. Mesmo sendo frequentemente comparado com o conterrâneo Children Of Bodom - na realidade o Kalmah é ainda mais pesado - este pessoal vem conquistando a simpatia de muitas pessoas pela fusão de thrash, speed, death e black metal, com uma maestria e tanto.
5000 acessosSolos: Alguns dos mais bonitos do Heavy Metal5000 acessosGuitarristas: Os 10 maiores dos anos 80 segundo a revista Fuzz

Liberando agora seu quarto disco “The Black Waltz” com o novo tecladista Marco Sneck, a banda muda o direcionamento artístico de suas capas, trazendo o personagem mais feio que apareceu em ilustrações de CDs nos últimos tempos. Já musicalmente, os finlandeses seguem basicamente a mesma fórmula, sendo que a experiência adquirida com o tempo vem tornando sua música cada vez mais dinâmica e, o melhor, as vocalizações exclusivamente ásperas vêm melhorando muito, lançamento após lançamento.

Apesar da competência técnica de todos os músicos, chama muito a atenção o cuidado com os arranjos das guitarras, como exemplo o bonito riff da faixa de abertura “Defeat”. O som clássico do Kalmah é mostrado em “Bitter Metallic Side”, com guitarras velozes e solos de teclado, e se sobressai também a épica “The Groan Of Wind”. Apesar de o álbum trazer uma coleção de boas canções, o grande destaque fica mesmo para a faixa-título, com suas variações que passeiam por vários estilos de Heavy Metal, arranjados com muito bom gosto.

Kalmah e seu “The Black Waltz” é um disco que agradará quem aprecia o lado mais extremo da música pesada, mas pode e deve ser conferido sem medo por aqueles que curtem outras vertentes do Heavy Metal, em função das várias cargas de melodias que a banda acertadamente não abre mão. Um belo trabalho, sem dúvida!

Formação:
Pekka Kokko - voz e guitarra
Antti Kokko - guitarra
Timo Lehtinen - baixo
Marco Sneck - teclados
Janne Kusmin - bateria

Kalmah – The Black Waltz
(2006 - Spinefarm Records - importado)

01. Defeat
02. Bitter Metallic Side
03. Time Takes Us All
04. To The Gallows
05. Svieri Doroga
06. The Black Waltz
07. With Terminal Intensity
08. Man Of The King
09. The Groan Of Wind
10. Mindrust
11. One From The Stands

Homepage: www.kalmah.com

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kalmah"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Kalmah"

SolosSolos
Alguns dos mais bonitos do Heavy Metal

GuitarristasGuitarristas
Os 10 maiores dos anos 80 segundo a revista Fuzz

Iron MaidenIron Maiden
Bruce Dickinson e sua preferência pelo Brasil

5000 acessosQuando shows dão errado: 25 apresentações desastrosas5000 acessosVelocidade: Top 10 de músicas de Metal para ser multado5000 acessosEm 28/12/2009: Morre Jimmy "The Rev" Sullivan, do Avenged Sevenfold5000 acessosAngela Gossow: Não existe deus! Simplesmente lide com isso!5000 acessosMetallica: o que rola nas playlists de James e Lars?5000 acessosNinguém é perfeito: os 25 piores álbuns feitos por bandas lendárias

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online