Prellude: para quem se recusa a aderir à estética moderna

Resenha - Máquina do Tempo - Prellude

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


O Prellude é natural do estado de São Paulo e está desde 1995 procurando resgatar as características do 'rock pesado' que o Brasil possuía nos anos 1980, inclusive tendo as manhas de distribuir o debut "A Estrada do Rock" (98) em Portugal, Alemanha e Argentina. Nada mal! A partir daí, liberaram duas demos e emplacaram algumas canções em coletâneas, como na "Rock Soldiers vol. 07" e na compilação argentina "Hermmandad Metalica vol.04".

Slayer: Tom Araya revela seus ídolos do baixoPresença de Palco: dicas para iniciantes

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em 2008 o Prellude liberou seu segundo disco e..., ok, provavelmente sua ilustração de capa com traços quase infantis já deve ter afugentado muita gente por este Brasil afora, mas assim que o disquinho começa a girar, a "Máquina do Tempo" te arrastará para umas duas décadas ao passado, onde as eternas jaquetas de couro e calças jeans eram motivos de orgulho - e ainda o são para muitos, certo? - em 10 faixas que agradarão em cheio aqueles que se recusam em aderir à estética moderna da música atual.

As letras cantadas em português geralmente mostram todo o amor e orgulho em prol da música underground. Os arranjos são simples, e é certo que o sentido da dinâmica fique um pouco perdido, mas seu real poder vem através de uma linguagem simples e clara, tanto que composições como "Viúva Negra", a faixa-título, "Fúria Calada" ou "Estrada do Rock" possuem uma inebriante energia, tão crua e sincera que fisga rapidamente o ouvinte.

Por motivos óbvios, o Prellude terá imensas dificuldades de atingir um grande público, mas e daí? Sua música é cativante, e aqueles que curtem lendas como Salário Mínimo, Harppia, Centurias, Azul Limão, entre tantos outros importantes nomes que ajudaram a moldar a história do Heavy Metal no Brasil, tem a obrigação de conferir "Máquina do Tempo". Parabéns aos caras!

Formação:
Christian S. Lima - voz e guitarra
Marcelo Brito - baixo
Vinicius Kavrucov - bateria

Contato: www.myspace.com/prellude

Prellude - Máquina do Tempo
(2008 / Armadillo Records - nacional)

01. Viúva Negra
02. Máquina do Tempo
03. Metal da Pátria
04. Sanguessuga do Rock
05. Fúria Calada
06. Futuro Cego
07. Estrada do Rock
08. Lesão Cerebral
09. Batalha Underground
10. Sentença Motriz




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Prellude"


Slayer: Tom Araya revela seus ídolos do baixoSlayer
Tom Araya revela seus ídolos do baixo

Presença de Palco: dicas para iniciantesPresença de Palco
Dicas para iniciantes


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336