Stone Sour: Com repertório visando às rádios-rock

Resenha - Audio Secrecy - Stone Sour

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


As consequências daquela overdose que pegou de jeito o baixista Paul Gray tornou o futuro do Slipknot uma incógnita, mas um dos reflexos talvez seja a transformação do Stone Sour em algo mais do que um mero projeto envolvendo o vocalista Corey Taylor e o guitarrista James Root. A banda cresceu muito desde que surgiu em 1992 e agora está chegando com "Audio Secrecy", um terceiro disco que exibe um outro lado da personalidade da banda.

Poeira: Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer parteHumor: os roqueiros mais chatos das redes sociais

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ainda que seja uma compreensível progressão do que foi apresentado no tão bem sucedido "Come What (ever) May" (06), é inegável que os norte-americanos estejam se reinventando e seguindo por caminhos mais diretos, simplificando seus arranjos e injetando maiores doses de melodias. A soma destes fatores foi empregada de tal forma que, oras vejam, conferiu um pouco de melancolia e até mesmo conseguiu-se diluir um pouco (só um pouco!) daquela atmosfera mais alternativa que o Stone Sour exibia com tanta facilidade.

Isso tudo simplesmente deslocou "Audio Secrecy" para territórios bem mais acessíveis. Visando às rádios-rock, o repertório foi muito bem montado, intercalando-se faixas com muita distorção em meio a inúmeros temas mais leves. A audição transcorre de forma harmoniosa e, mesmo que "Say You'll Haunt Me" seja um belo single, há pesos pesados de primeira como "Mission Statement" e a multifacetada "Nylon 6/6".

Mas, curiosamente, são as tais baladas as responsáveis por grande parte da emoção que este disco transpira - o equilíbrio alcançado em "Miracles" e "Imperfect" as tornam marcantes neste quesito - em especial pela atuação do vocalista Corey, cuja interpretação o eleva a uma posição de destaque por aqui. A realidade é que este escriba admite que escutou inúmeras vezes este disquinho e não conseguiu encontrar uma canção que realmente pudesse deixar a desejar...

Novamente contando com a produção de Nick Raskulinecz (Foo Fighters, Alice In Chains), o resultado mostra um Stone Sour maduro e seguro de si. Fatalmente virá a dividir opiniões nesta nova fase, mas por outro lado também encontrará um público ainda mais amplo, tal a vasta gama de estilos empregados. É mainstream, mas é sincero!

Contato:
http://www.stonesour.com/
http://www.myspace.com/stonesour

Formação:
Corey Taylor - voz, guitarra e piano
James Root - guitarra e teclado
Josh Rand - guitarra
Shawn Economaki - baixo
Roy Mayorga - bateria

Stone Sour - Audio Secrecy
(2010 - Roadrunner Records / Warner Music - nacional)

01. Audio Secrecy
02. Mission Statement
03. Digital (Did You Tell)
04. Say You'll Haunt Me
05. Dying
06. Let's Be Honest
07. Unfinished
08. Hesitate
09. Nylon 6/6
10. Miracles
11. Pieces
12. The Bitter End
13. Imperfect
14. Threadbare




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Stone Sour"


Corey Taylor: seria melhor se a mídia nem falasse de MetalCorey Taylor
Seria melhor se a mídia nem falasse de Metal

Slipknot: Corey Taylor explica como recarrega as suas bateriasSlipknot
Corey Taylor explica como recarrega as suas baterias


Poeira: Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer partePoeira
Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer parte

Humor: os roqueiros mais chatos das redes sociaisHumor
Os roqueiros mais chatos das redes sociais


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adGoo336