In This Moment: requinte dentro dos limites do previsível

Resenha - A Star-Crossed Wasteland - In This Moment

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Ainda que relativamente desconhecido no Brasil, o In This Moment vem fazendo certo estardalhaço na cena Metalcore norte-americana. Nativo de Los Angeles e formado em 2005 pelo guitarrista Chris Howorth e a vocalista Maria Brink, a banda está liberando agora seu terceiro álbum, "A Star-Crossed Wasteland", que novamente mostra como seus músicos progrediram, sob todos os aspectos, em sua proposta.

Dave Mustaine: "Kiko é o primeiro que me intimida desde Friedman"Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Baseando-se fortemente na temática do faroeste, o In This Moment optou por dar mais ênfase na distorção e em cobrir "A Star-Crossed Wasteland" com uma aura mais obscura. Em linhas gerais, o resultado final consegue combinar a sonoridade nervosamente barulhenta de "Beautiful Tragedy" (07) com as melodias cintilantes de "The Dream" (08), que, se não consegue se afastar dos limites do previsível, é emoldurado por um requinte digno de poucos.

Assim sendo, não dá para depreciar os esforços da banda, cujas idéias estão sintonizadas e coerentes. O trabalho vocal é o ponto forte deste álbum... A elegantemente tatuada Maria mantém uma ótima transição entre gritos estridentes e potentes ao lado de linhas vocais bem limpas - bastante emocionais em ambas as situações - e as vozes de apoio também são bem exploradas por Howorth, combinando harmonias e até investindo em alguns guturais muito bons.

Tendo a produção aos cuidados de Kevin Churko (há tempos colaborador de Ozzy Osbourne), fica a garantia de um áudio moderno e polido na medida correta. Entre a pesadíssima abertura "The Gun Show" até o término da audição, representado pela balada descaradamente melodramática "World In Flames", o repertório é um verdadeiro assalto contrastante de Metalcore furioso e melódico. Há ótimas canções como "The Promisse", "Iron Army" (um arregaço!), "Blazin'", e várias outras com potencial de sobra para se tornarem singles e catapultar o grupo ao tão cobiçado mainstream.

A última década mostrou um excesso de bandas Metalcore mundo afora e, consequentemente, são poucas as dignas de destaque. Mas o In This Moment conseguiu fazer de "A Star-Crossed Wasteland" um álbum muito significativo, mesmo não oferecendo absolutamente nada de novo. Assim, fica a recomendação ao público adepto do estilo em dar uma conferida. Esta versão é importada e mais cara, mas vale lembrar que a Hellion Records liberou em território brasileiro o já citado "Beautiful Tragedy", que também proporciona bons momentos!

Contato: myspace.com/inthismoment

Formação:
Maria Blink - voz
Chris Howorth - guitarra e voz
Blake Bunzel - guitarra
Kyle Konkiel - baixo
Jeff Fabb - bateria

In This Moment - A Star-Crossed Wasteland
(2010 / Century Media Records - importado)

01. The Gun Show
02. Just Drive
03. The Promise
04. Standing Alone
05. A Star-Crossed Wasteland
06. Blazin'
07. The Road
08. Iron Army
09. The Last Cowboy
10. World In Flames




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "In This Moment"


Metal Calcinha: onze bandas lideradas por mulheresMetal Calcinha
Onze bandas lideradas por mulheres


Dave Mustaine: Kiko é o primeiro que me intimida desde FriedmanDave Mustaine
"Kiko é o primeiro que me intimida desde Friedman"

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff HannemanSlayer
A trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336