Resenha - Insomnia - Human Temple

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Fundado na Finlândia em 1998 por Janne Hurme (voz), Jari Salo (guitarra), Harri Kinnunen (baixo), Tony Green (teclados) e Petri Lehto (bateria), este pessoal batalhou muito sem nada acontecer. Até que, em 2002, liberam sua primeira demo chamada "Walk Between The Shadows" e obtém boa resposta por parte da mídia e público. A partir daí, começam a trabalhar neste seu debut chamado "Insomnia", sendo que, um mês depois de finalizado o disco, são contratados pela gravadora MTM.

Metal Sucks: Top 25 vocalistas do metal modernoEdu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

Ao contrário de seus conterrâneos Stratovarius e Sonata Arctica, o Human Temple passa longe do metal melódico, investindo num hard rock AOR vigoroso e dono de ótimas melodias. As referências ao hard rock oitentista são grandes, há elementos de Dokken, Europe e algo de Journey, mas a banda tem consciência suficiente para colocar em suas canções algo seu e, o mais importante, bom gosto no momento de fazê-lo.

E o resultado final possui uma sonoridade bastante atualizada e de ótima audição, com um senso de beleza e requinte digno de nota. "Insomnia" traz ainda inúmeras participações especiais, sendo as mais conhecidas Emppu Vuorinen (Nightwish), Jani Liimatainen (Sonata Arctica) e Erkka Korhonen (Urban Tale), cada um deles pode ser ouvido em uma canção.

É covardia destacar algo neste disco, a única faixa que destoa de todo o resto é "Animal", que é realmente cansativa. De resto, não há canções ruins. O timbre da voz Janne é muito agradável e a banda que o acompanha é de primeira linha. A proposta musical aqui não é aquele hard rock selvagem, mas possui distorção suficiente para agradar a muita gente, assim como há baladas dirigidas pelos teclados que emocionarão aquele cabeludo (a) de coração-mole.

Eu devo dizer que "Insomnia" me deixou ótimas impressões, sendo outra excelente banda de um país que já revelou conjuntos renomados ao mundo. Felicitações ao Human Temple e à distribuidora WET Music, pelo bom gosto na seleção de seu material.

Apenas como curiosidade, o vocalista Janne Hurme, desde adolescente é amante do rock' n' roll, porém se tornou muito conhecido na Finlândia por fazer música para audiências bem diferentes, no caso, música pop! É mole?!?

HUMAN TEMPLE - Insomnia
(2004 - MTM / 2005 - Wet Music)

01. I'm Sorry
02. Goin' All The Way
03. Dream Child
04. Out Of Love
05. Desert Rain
06. Animal
07. Walk Between The Shadows
08. Judas My Brother
09. On A Night Like This
10. Till' The Day I Die
11. Forever

Homepage: www.humantemple.com




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Human Temple"


Metal Sucks: Top 25 vocalistas do metal modernoMetal Sucks
Top 25 vocalistas do metal moderno

Edu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos deleEdu Falaschi
Os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

Metallica: fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?Metallica
Fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?

Pink Floyd: a história por trás de AnimalsPink Floyd
A história por trás de "Animals"

Megadeth: Perguntas e respostas e curiosidades diversasMegadeth
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Loudwire: os 10 maiores retornos da história do rock e metalLoudwire
Os 10 maiores retornos da história do rock e metal

Kirk Hammett: Venom é que nem filme ruim de terrorKirk Hammett
Venom é que nem filme ruim de terror


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClioIL