Tenebre: cria do jurássico Sisters Of Mercy

Resenha - Heart's Blood - Tenebre

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Olha aí o jurássico The Sisters Of Mercy mostrando suas crias! Uma nova geração de bandas vem rendendo verdadeiras homenagens à velha escola gótica, e entre elas está o Tenebre, na ativa desde 1996. Natural da Suécia, o grupo lançou originalmente este excelente "Heart's Blood" em 2005, que está chegando um tanto quanto atrasado ao mercado brasileiro - mas antes tarde do que nunca! - via Hellion Records.

Spin: as 30 melhores faixas instrumentais de todos os temposSlayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman

Com uma sonoridade acertadamente longe de ser obsoleta, "Heart's Blood" coloca o conjunto numa posição confortável em relação a outros nomes em evidência e que fazem um som similar, como HIM e The 69 Eyes. Na verdade, este disco poderá ser bem mais acessível do que muitos dos leitores poderiam imaginar, com todo seu rock'n'roll pesadão, profundo, calculadamente tristonho e, quem diria, com vários solos realmente muito bons!

E o álbum acaba cativando por toda a simplicidade de sua proposta, e só não é melhor pelo fato de a atuação do vocalista Charles Metz, que imprime um sentimento gótico com maestria, não parece ter preocupação alguma em arriscar e aumentar o alcance de sua voz. Mas sem problemas! Há faixas que funcionam incrivelmente bem como a abertura "Silver Flame", cujo instrumental remete ao The Cult; a própria "Heart's Blood", com boas doses de Danzig e, por fim, a curtinha e acústica "Night Reborn", onde o Tenebre mostra sua faceta amena e fecha a audição com muita classe.

Alguns até poderão considerar o Tenebre algo bem aborrecido, mas não se pode agradar a todos, não é mesmo? Mas ainda assim "Heart's Blood" tem apelo para atrair as atenções de grande fatia do público rock'n'roll, em especial àquela mais interessada pelo lado maisntream do gênero. Com certeza merece uma boa conferida!

Formação:
Charles "Aznavour" Metz - voz
Michael Drivedown - guitarra
Richard Lionheart -guitarra
Jenny Drystone - baixo
Ivana Satana - teclado
Al Bino - bateria

Tenebre - Heart's Blood
(2005 / Regain Records - 2008 / Hellion Records - nacional)

01. Silver Flame
02. Mistress Of The Dark
03. Serpent's Fire
04. Shine
05. Blue
06. Pray
07. Nightmare
08. Black Void Nirvana
09. Heart's Blood
10. Night Reborn

Homepage: www.tenebre.com


Outras resenhas de Heart's Blood - Tenebre

Tenebre: não vai mudar o mundo, mas desce redondo




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Tenebre"


Spin: as 30 melhores faixas instrumentais de todos os temposSpin
As 30 melhores faixas instrumentais de todos os tempos

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff HannemanSlayer
A trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336