Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemA melhor música de heavy metal lançada a cada ano desde 1970, em lista do Loudwire

imagemOzzy Osbourne revela que Lemmy Kilmister era um leitor voraz

imagemFrank Zappa surpreende ao eleger seus dez álbuns favoritos

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemPor que som do Angra não era novidade em 1993, segundo Alex Holzwarth

imagemBruno Sutter explica semelhança problemática entre Ayrton Senna e Fausto Fanti

imagemOzzy diz que chamou Jimmy Page para novo álbum, mas guitarrista nunca respondeu

imagemAtor que interpretou Eddie Munson conta o que ouviu para encarnar personagem

imagemO curioso motivo pelo qual Bob Dylan não usa seu verdadeiro nome

imagemFilme que conta a história de Dio será exibido nos cinemas em setembro


Stamp
2022/07/09

Resenha - Alive and Well - Quiet Riot

Por Ben Ami Scopinho
Em 14/03/05

Ao pessoal que não conhece esse quarteto norte-americano, pode-se dizer que foi a primeira banda em que Randy Roads (o eterno guitarrista de Ozzy) tocou e fez sucesso - isso no Japão, onde foram lançados seus dois primeiros discos bem no final dos anos 70. Depois que Randy vai tocar com Ozzy Osbourne, trocam também o baixista e a partir daí o Quiet Riot estourou com seus próximos dois discos lançados a nível mundial. O chato é que fizeram um sucesso estrondoso graças à dois covers matadores do Slade.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Depois de 1985 começam a cair em queda livre, com tantas trocas de membros, brigas, processos judiciais, idas e vindas que parece coisa de novela mexicana. Até que em 1997 a formação clássica se reúne, com Kevin DuBrow na voz (e não é que esse careca ainda não perdeu a mania de usar perucas depois de tantos anos?), Carlos Cavazo na guitarra, o espalhafatoso Rudy Sarzo detonando o contrabaixo e o excelente Frankie Banali na bateria.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Partem em turnês pelo globo e lançam este "Alive and Well" em 1999, chegando só agora ao mercado brasileiro. Ao contrário do que o título do disco possa sugerir, "Alive and Well" não tem nada de ao vivo, mas possui gravações inéditas e regravações de alguns de seus maiores sucessos.

Musicalmente a banda não mudou nada. Continuam a tocar aquele hard n´roll ora pegajoso, ora nem tanto; todos os músicos são muito competentes e todos tem seu espaço. Dentre as novas canções, destacam-se de cara a festeira "Slam Dunk (Way To Go!)" e "The Ritual", com excelente ritmo. As linhas de contrabaixo na faixa-título estão ótimas e os solos de Cavazo em todas as canções estão como sempre foram: simples e de bom gosto. Há um cover mediano para "Highway to Hell", mas a voz de Kevin não agrada e deve fazer o saudoso Bon Scott pensar em reencarnação para mostrar como se canta AC/DC.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As regravações de seus clássicos contém o mesmo pique das originais, e obviamente "Mama Weer All Crazee Now" e "Cum On Feel The Noize" (os famosos covers do Slade) continuam a empolgar depois de mais de duas décadas. "Don't Wanna Let You Go" ganhou uma interessante versão acústica que ficou bem melhor que a original. "The Wild And The Young" está mais direta e ganhou pontos, provavelmente esta é a melhor canção que o Quiet Riot já compôs e continua a fazer diferença.

Talvez o maior problema que o Quiet Riot e "Alive And Well" possa trazer a alguns ouvintes é a sensação de suas composições soarem relativamente datadas, sendo um álbum recomendável a fãs ou colecionadores curiosos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

QUIET RIOT – Alive and Well

01. Don't Know What I Want
02. Angry
03. Alive And Well
04. The Ritual
05. Overworked And Underpaid
06. Slam Dunk (Way To Go!)
07. Too Much Information
08. Against The Wall
09. Highway To Hell
10. Sign Of The Times 1999
11. Don't Wanna Let You Go 1999
12. The Wild And The Young 1999
13. Mama Weer All Crazee Now 1999
14. Cum On Feel The Noize 1999
15. Metal Health (Bang Your Head) 1999

(1999 – MV8 Music / 2005 – Unimar Music)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

2022/08/18


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Cinco músicas que são covers, mas você acha que são as versões originais - Parte 2

Chuck Wright: ex-Quiet Riot lança single pedindo fim da guerra na Ucrânia

Cinco músicas que são covers, mas você acha que são as versões originais - Parte 2

Túmulos: alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUA

Disney: empresa lança disco com clássicos em versão power metal

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São Paulo

Oh, não!: clássicos do Rock Heavy Metal e que foram "estragados" pelo tempo


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.