Lake Of Tears: distorção com melodias tristes

Resenha - Moons And Mushrooms - Lake Of Tears

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

9


O Lake Of Tears pode ser considerado como uma das bandas que maior facilidade tem em unir a distorção do rock pesado com melodias sorumbáticas. Apesar de seus discos apresentarem consideráveis diferenças entre si, seu estilo é muito bem definido, facilmente reconhecível e, o melhor, irrotulável. Apesar de nunca ter atingido grande sucesso comercial, álbuns como "A Crimson Cosmos" (97) e "Forever Autumn" (99), apenas reforçaram o status de 'cult' que estes suecos foram adquirindo desde o início de sua carreira, nos idos 1990.

Lançado lá fora pelo selo Dockyard 1, "Moons And Mushrooms" é seu sétimo álbum de estúdio e, comparado com "Black Brick Road" (04), este novo trabalho soa um pouco mais pesado, mas sem se afastar daquele espírito genialmente distintivo que só o Lake Of Tears possui. Toda a proposta da banda continua presente: psicodelia e melancolia servindo como contorno ao rock pesado calcado nas raízes dos anos 70 – características tão bem captadas pela delirante e sombria ilustração da capa do disco – e a interessante e profunda voz do mentor Daniel Brennare, que continua cantando de forma muito forte, ou apenas sussurrando, adequando-se com classe por quaisquer que sejam os caminhos que as canções percorram.

publicidade

Os momentos onde a distorção é dominante ficam devidamente representados pela primeira canção composta para o CD, "Last Purple Sky", assim como na cativante "You Better Breathe While There’s Still Time" e "Children Of The Grey". Mas a viagem musical também é embalada por ocasiões mais introspectivas, em especial pela beleza de "Like A Leaf", com ótimos teclados; além de algo mais lisérgico e progressivo na presença da enigmática "Planet Of The Penguins" (mas que título, não?).

publicidade

Metal, gótico, rock'n'roll, viajante, setentista, contemporâneo... Chame da forma que preferir, isto não é importante. "Moons And Mushrooms" traz maturidade e estabilidade para honrar as expectativas dos fãs do Lake Of Tears, sem contar que sua arte possui tanta profundidade emocional que pode atingir um público bastante amplo. Se você procura por algo diferente do que é produzido em massa nos dias atuais, dê uma conferida!

publicidade

Aos que se interessaram pela banda, fica a sugestão de conferir sua discografia comentada na série "Raio X", publicada aqui mesmo no Whiplash!. Link abaixo.

Raio-X: Lake Of Tears na estréia da nova coluna do Whiplash.NetRaio-X
Lake Of Tears na estréia da nova coluna do Whiplash.Net

Formação:
Daniel Brennare - voz e guitarra
Magnus Sahlgren - guitarra
Mikael Larsson - baixo
Johan Oudhuis - bateria

publicidade

Músicos adicionais:
Andreas Olavi - guitarra
Dan Helgeson - órgão e teclado

Lake Of Tears - Moons And Mushrooms
(2007 / Dockyard 1 – importado)

01. Last Purple Sky
02. You Better Breathe While There’s Still Time
03. Waiting Counting
04. Like A Leaf
05. Children Of The Grey
06. Head On Phantom
07. Island Earth
08. Planet Of The Penguins

Homepage: www.lakeoftears.net

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Indústria: 17 coisas que bandas novas simplesmente não entendemIndústria
17 coisas que bandas novas simplesmente não entendem

Punk: 10 músicos que são mais ricos do que você pensaPunk
10 músicos que são mais ricos do que você pensa


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin