Matérias Mais Lidas

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemA simpatia de James Hetfield ao conversar com pais de bebê que nasceu durante show

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemOzzy Osbourne é visto caminhando com dificuldade ao sair de estúdio

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemSe vira nos 30: Andre Matos tomou cano de produtor e fez milagre pra agradar fãs

imagemRitchie Blackmore revela como o impactou a chegada de Jimi Hendrix na Inglaterra

imagemMetallica faz doação para complexo de saúde e educação em Curitiba

imagemDaniel Cavanagh, do Anathema, sobrevive a tentativa de suicídio

imagemO comportamento de Kirk Hammett que facilitou o trabalho de seu professor Joe Satriani

imagemJonathan Davis, do Korn, explica qual seu problema com o Cristianismo

imagemApós resposta de Malmsteen, Jeff Scott Soto rebate guitarrista e diz que deseja paz

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade


Graveworm: difícil de ser caracterizado

Resenha - Collateral Defect - Graveworm

Por Ben Ami Scopinho
Em 13/08/07

Nota: 9

O poder de fogo e elegância que o italiano Graveworm apresentou em sua música ao longo dos anos fez com que seu nome se tornasse sinônimo de qualidade e conquistasse admiradores ao redor de todo o globo. O conjunto está liberando lá fora seu sexto álbum, o excelente "Collateral Defect", o primeiro pela nova gravadora Massacre Records e que não decepcionará de forma alguma quem apreciou seus trabalhos no passado.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A primeira coisa que chama a atenção aqui é a construção instrumental. O absurdo em termos de atmosferas, precisão e escolha de timbres faz com que "Collateral Defect" seja muito difícil de ser categorizado com precisão, fazendo com que o tal termo "Black Metal Sinfônico e Gótico" mostre apenas algumas das facetas de sua música. A velocidade das guitarras traz muito do Black Metal, mas no geral os teclados tornam tudo bastante moderno, obscuro e com algumas melodias que empurram o Graveworm para um pouco além de boa parte das bandas do gênero.

Stefano Fiori é um vocalista infernal (literalmente!), alternando-se freqüentemente entre os mais variados estilos, seja gutural, gritado ou limpo e, em se tratando de vozes, há a participação dos convidados Maurizio Iacono (Kataklysm) e Matze (The Sorrow). Apesar da dúvida quanto à necessidade da abertura instrumental, as canções são excelentes, tendo inúmeros destaques como as mais extremas "Bloodwork" e "Suicide Code", com ótimas guitarras e vocalizações; e ainda "Out Of Clouds" e "Scars Of Sorrow", em muito enriquecidas pelo bom-gosto da tecladista Sabine Mair.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O lado mais gótico da banda aparece em "Fragile Side", que além de violinos e cello, traz as vozes ríspidas de Fiori divididas com as de Matze, cuja abordagem límpida e emocional resulta no típico contraste que todos já conhecem. E falar de Graveworm e não citar seu senso de humor na escolha dos covers seria imperdoável. A vítima desta vez foi Bonnie Tyler e a canção, "I Need A Hero". Com certeza muitos se lembram do imenso sucesso que este hit fez a uns 20 anos, certo? Bom, os italianos aceleraram tudo por aqui e deram uma "ajeitada" no refrão, com ótimo resultado.

Os arranjos bem-estruturados e inteligentes, amparado pela ótima produção, tornam as canções deste CD ainda mais diferentes do que o Graveworm tocava no início de sua carreira. Totalmente indicado, tanto que "Collateral Defect" é, ao lado de "In Sorte Diaboli" (Dimmu Borgir), um dos álbuns mais interessantes lançados neste ano, em se tratando de Heavy Metal contemporâneo e extremo.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Formação:
Stefano Fiori - Voz
Eric Righi - Guitarra
Thomas Orgler - Guitarra
Harald Klenk - Baixo
Sabine Mair - Teclados
Martin Innerbichler - Bateria

Graveworm - Collateral Defect
(2007 / Massacre Records - importado)

01. Reflection (instrumental)
02. Bloodwork
03. Touch Of Hate
04. Suicide Code
05. The Day I Die
06. Fragile Side
07. I Need A Hero (cover de Bonnie Tyler)
08. Out Of Clouds
09. Scars Of Sorrow
10. Memories (instrumental)

Homepage: www.graveworm.de

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre

Mais matérias de Ben Ami Scopinho.