Matérias Mais Lidas


Stamp

Resenha - Demigod - Behemoth

Por Ben Ami Scopinho
Postado em 15 de fevereiro de 2005

Behemoth rodou o Brasil com apresentações cuja reação do público headbanger impressionou seus músicos, que consideraram alguns shows por aqui como sendo os melhores de sua carreira. E o disco que estava sendo divulgado era este "Demigod".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Vindos da distante Polônia, Behemoth apresentava em sua demo de 1992 o puro black metal norueguês, mas que com o passar dos anos e lançamentos, foi incorporando de maneira bastante distinta elementos do death metal, numa fusão tão completa que atualmente é muito difícil (e até mesmo irrelevante) definir o que praticam em sua música. Basta dizer que se tornaram um dos grandes nomes do underground da música extrema em seu país natal e no mundo.

Em seu sétimo álbum, Nergal (voz e guitarra), Orion (baixo) e Inferno (Bateria) foram além, investindo pesado na antiga cultura das grandes nações do oriente, em especial a egípcia. O resultado final é brutal e intenso, com detalhes espetaculares em músicas que muitas vezes estão cheias de variações ousadas para o gênero. São cornetas, seções acústicas, tudo misturado com uma distorção absurda. Os riffs que honram o estilo Death Metal estão em grande profusão aqui, aliados a ótimos solos de guitarras, mesmo quando estes são apresentados de maneira simples.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

A atuação de Nergal é impressionante. Sua voz gutural parece vir literalmente do fundo das regiões abissais. Mas creio que, em termos individuais, o grande destaque é o baterista Inferno, que desempenha sua função com uma técnica louvável, cheia de viradas e de maneira muito criativa. E talvez pelo fato de "Demigod" conter tanto da cultura egípcia em sua música e letras, a presença de Karl Sanders, membro do Nile e o maior representante do Death Metal com esta temática oriental na faixa "Xul" foi uma escolha óbvia.

Behemoth conseguiu com "Demigod" elaborar um álbum de pura violência sonora, mas eu diria que é um caos musical muito organizado, ainda mais acompanhando as letras abordadas de maneira tão inteligente. Item obrigatório na prateleira dos apreciadores desta arte extrema e também de headbangers que procuram coisas bastante interessantes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

BEHEMOTH – Demigod
(2004 – Century Media)

01. Sculpting The Throne Ov Seth
02. Demigod
03. Conquer All
04. The Nephilim Rising
05. Towards Babylon
06. Before Aeons Came
07. Mysterium Coniunctionis (Hermanubis)
08. XUL
09. Slaves Shall Serve
10. The Reign OV Shemsu-Hor

Conquer All (video-bônus)

website: www.behemoth.pl

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Outras resenhas de Demigod - Behemoth

Resenha - Demigod - Behemoth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024

Perc3ption: a arte levada ao extremo

Resenha do Álbum do Insânia ao vivo no Underground Nativa III

Sentença de Morte: Death Metal para quem curte Death Metal bem executado

Triumph Of Death, projeto de Tom Warrior, resgata ao vivo parte do passado do Hellhammer

Spiritual Cramp acerta a fórmula, mas álbum satura em 26 minutos

Estreia do Superbloom traz de volta o grunge protagonista dos anos 1990

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Osbourne: pesado, mas antes de tudo moderno

Resenha - Dark Side of The Moon - Pink Floyd

Resenha - Vovin - Therion

Resenha - P.U.L.S.E. - Pink Floyd


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".
Mais matérias de Ben Ami Scopinho.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS