Resenha - Sagas Of Iceland Vol. 01 - Rebellion

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

7


Vindo da Alemanha, o Rebellion tem se caracterizado por ter em sua formação os ex-integrantes do Grave Digger Uwe Lulis (guitarra) e Tomi Göttlich (baixo), além de Michael Seifert (voz), Björn Eilen (guitarra) e Gerd Lücking (bateria). E parece que o pessoal aí é apaixonado pela literatura antiga, pois seu primeiro disco de 2002 já era conceitual, trazendo o conto "Macbeth" de Shakespeare.

Com uma arte de capa que já pode ser considerada uma das mais bonitas deste ano, o Rebellion lança seu terceiro registro de nome "Sagas Of Iceland", primeira parte de uma trilogia sobre as grandes aventuras vividas pelos guerreiros vikings, baseadas na obra "Heimskringla" do escritor norueguês Snorri Sturlson. A história desta primeira parte enfoca personagens como Ragnar Lodenhose, além do rei Harald Harfager, que criou o primeiro reino norueguês unido. Temos ainda uma música para o famoso Eric, o vermelho e, por fim, para os reis dinamarqueses Sven Gabelbart e Knut, o grande.

publicidade

Musicalmente (e até mesmo obviamente...) os alemães parecem sentir orgulho em executar seu mais puro power metal oitentista. Este registro, mesmo sendo tecnicamente muito bom e até mesmo fascinante em algumas faixas, em vários momentos suas canções acabam se tornando previsíveis com seus típicos arranjos e refrãos melodiosos. Detalhe relevante é a voz de Michael, soando próxima à de Matt Barlow (ex-Iced Earth) em várias passagens.

publicidade

"Sagas Of Iceland" começa prometendo muito. Após uma introdução, a faixa "Ynglinga Saga (To Odin We Call)" impressiona pela sua beleza épica. Dá para destacar também "Blood Rains (The Saga Of King Olaf Trygvason)" e "Ruling The Waves". O restante das faixas mantém ainda mantém um bom padrão de qualidade, mesmo sendo parecidas entre si…

Com lançamento previsto para 2006, a segunda parte falará sobre as ações dos vikings suecos e russos.
Por fim, em 2007 teremos a terceira parte, baseada na história "Edda", focando a mitologia e os deuses vikings. "Sagas Of Iceland Vol. 01" é indicado aos amantes de Blind Guardian, Manowar, Hammerfall e afeiçoados ao heavy metal dos anos oitenta. Tudo aqui é muito bem feito, na medida exata para agradá-los.

publicidade

REBELLION – Sagas Of Iceland Vol. 01
(2005 – Century Media Records)

01. In Memorandum Lindisfarnae
02. Ynglinga Saga (To Odin We Call)
03. The Sons Of The Dragon Slayer (Blood Eagle)
04. Ragnhild"s Dream
05. Harald Harfager
06. Eric The Red
07. Freedom (The Saga Of Gang Hrolf)
08. Treason
09. Sword In The Storm (The Sage Of Earl Hakon, Protector Of Norway)
10. Blood Rains (The Saga Of King Olaf Trygvason)
11. Ruling The Waves
12. Canute The Great (The King Of Danish Pride)
13. Harald Hadrade

publicidade

Home Page: www.rebellion.st




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Punk Rock: seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabeloPunk Rock
Seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabelo

Metallica: Veja como fica seu nome com o formato do logo da bandaMetallica
Veja como fica seu nome com o formato do logo da banda


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin