Device: ótimo Death mesclado a Thrash e pitadas de Grind

Resenha - Behold Darkness - Device

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Oriundo do Distrito Federal, o Device começou suas atividades em 2004 e três anos depois liberou o EP “Behold Darkness”, contando com uma excelente produção de Caio Duarte (Dynahead), e cujas canções inclusive fazem parte da trilha sonora do filme independente “A Capital dos Mortos”, o primeiro longa-metragem nacional do gênero zumbis.
5000 acessosHeavy Metal: nove ótimas músicas suaves do gênero5000 acessosMetallica: noiva toca "Master..." na bateria no casamento

Em 2009 “Behold Darkness” passou a ser distribuído na Europa através do selo Death Toll Records e se revela um excelente registro para ser conhecido pelos amantes da música extrema. A primeira canção, "Possessed", possui um início que consegue enganar os desavisados em função de suas melodias apuradas. Mas isso dura pouco tempo...

O que o Device apresenta é um ótimo Death Metal mesclado ao Thrash e pitadas de Grind, em arranjos que vão do veloz ao mais cadenciado. Os brasilienses possuem grande segurança em sua proposta – em especial em relação às linhas vocais ultra-guturais e à avalanche de riffs – garantindo um clima bastante atormentador ao longo dos quase 20 minutos de audição, tendo como destaques a mencionada “Possessed” e “Verme”, a única cantada em português, mas que possui um impacto e tanto.

Vale mencionar que foi com “Behold Darkness” que os brasilienses atingiram o segundo lugar da seletiva regional do Centro-Oeste no concorridíssimo W:O:A Metal Battle Brasil de 2008. Calcado na velha escola, mas atento às sonoridades mais modernas, o Device merece uma cuidadosa atenção por parte do público que aprecia obras de mestres como Cannibal Corpse, Slayer, Deicide e Six Feet Under. Um excelente EP de uma banda que já demorou em liberar um álbum completo.

Contato: www.myspace.com/devicebrasil

Formação:
Italo Guardieiro - voz
Marco Di Vicenti - guitarra
Marco Mendes - guitarra
Daniel Gonçalves - baixo
Victor Del Duca - bateria

Device – Behold Darkness
(2009 / independente - nacional)

01. Primatemaia Disseminata (Intro)
02. Possessed
03. Soul Of Maggots
04. Kill You
05. Verme

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Behold Darkness - Device

488 acessosDevice: peso, selvageria, força e boa forma musical

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Device"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Device"

Heavy MetalHeavy Metal
Nove ótimas músicas suaves do gênero

MetallicaMetallica
Noiva toca "Master..." na bateria no casamento

Playback.FMPlayback.FM
A música mais tocada nas rádios quando você nasceu

5000 acessosRolling Stone: As 500 melhores músicas segundo a revista5000 acessosCâncer na língua: Os músicos que sofreram deste mal5000 acessosMr Catra: Uma lista das suas maiores influências no rock (vídeo)5000 acessosMarky Ramone: inventando "ferramenta" contra smartphone em show5000 acessosKai Hansen: escolhendo as dez maiores bandas de metal da Alemanha5000 acessosRock/Metal: 7 nomes de bandas que você pronuncia errado, parte 2

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online