Madgator: Hard Rock, virtuose e espírito setentista

Resenha - Madgator - Madgator

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

9


Ainda que esteja liberando somente agora seu primeiro disco, os músicos do Madgator podem ser considerados verdadeiros veteranos no cenário da capital paulista. Tendo iniciado suas atividades no início dos anos 1990 sob o nome Alligator, o pessoal tem no currículo muitas histórias bacanas, e outras nem tanto, mas algumas escolhas profissionais obrigaram o réptil a hibernar por muito tempo.

O reencontro aconteceu somente em 2006, com os mesmos músicos e onde se definiu Madgator como o bem-sacado nome de batismo. As antigas composições foram reformuladas e, ao lado de outras inéditas, deram vida ao tão aguardado álbum auto-intitulado da banda, que entrega Hard Rock do mais alto calibre, um redemoinho repleto de virtuose que também abraça o espírito setentista, e com uma visão muito artística.

publicidade

Um vocalista excelente (remete parcialmente ao Jorn); um guitarrista versátil até o osso, com riffs de impacto e muitos solos com aquele jeitão de música clássica; um baixista invocado que alia velocidade à criatividade e um baterista que corre para não ficar para trás – e não fica! – inundam o disco com arranjos intrincados e algumas quebradeiras, mas com tal sensibilidade que a audição se torna bastante fácil, com muita distorção, groove, um swing quase dançante e muito mais, e tudo tão grudento que fará a pressão arterial de qualquer amante do gênero subir para além do que seria considerado saudável.

publicidade

Para o leitor ter uma noção aproximada, a linha oscila entre Van Halen, Mr Big, Steve Vai, Malmsteen, Dr Sin e outras feras conhecidas por sua habilidade musical fora do comum, além de algumas atrativas pinceladas do chamado Heavy Metal clássico. E o grande lance é que o Madgator simplesmente passa por cima de suas influências graças à pujança de seus integrantes em um repertório tão elástico que há canções para todos os gostos.

publicidade

Gravado no Mr Som Studios, sob a cuidadosa tutela de Marcelo Pompeu e Heros Trench, e com uma imagem de capa que reflete bem o astral da banda, "Madgator" é, ao lado de "Oceans" (Rei Lagarto), o disco mais animal (literalmente!) de Hard Rock tupiniquim liberado neste belo ano de 2010. Nem perca tempo conferindo... Se curte o estilo tocado de forma bastante apurada, corra atrás do seu exemplar. Lançamento nacional via Voice Music!

publicidade

Contato:
http://www.madgator.com.br
http://www.myspace.com/madgatorofficial

Formação:
André Recasens - voz
Hard Alexandre - guitarra
André Carvalho - baixo
Johnny Moreira - bateria

Madgator – Madgator
(2010 / Voice Music – nacional)

publicidade

01. The Brave Without A Mask
02. Redlines
03. Back To The Highway
04. Hypnotize Her
05. Same Old Magic
06. Kill Some Angels
07. Fome e Seca
08. Eternal Fire
09. Yellowstone (…dedicated to Y.M.)
10. Keep Me Comin´
11. Shelley´s Blues
12. Mr Frankenstein
13. Take Me To The Night
14. Panic At The Swamp
15. Madgator




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Discórdia: alguns dos maiores insultos entre artistasDiscórdia
Alguns dos maiores insultos entre artistas

Jared Leto: a reação ao se ver no papel do CoringaJared Leto
A reação ao se ver no papel do Coringa


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin