Muqueta na Oreia: Parece o cão, mas é só distorção!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Sabe aquelas bandas que estão se lixando para o fator inovação, mas imprimem uma forte personalidade no som a que se propõe? Pois é, assim é o Muqueta na Oreia, que destila um rock pesadíssimo e muito profissional em "Lobisomem em Lua Cheia". Muita atitude e cara feia estão chamando as atenções por aí, e o Whiplash.net foi conversar com os paulistas da cidade de Embu das Artes. Aumenta o volume aí...!

Dave Mustaine: 10 coisas que você não sabia sobre eleMetal Sucks: Top 25 vocalistas do metal moderno

Olá pessoal! Ainda que estejam conquistando espaço pelo estado de São Paulo, boa parte do público brasileiro ainda não conhece o Muqueta na Oreia. Que tal começarmos com uma breve biografia?

Muqueta na Oreia: A banda começou em 2007 e conta com Cristiano (baixo), Ramires (vocal e percussão), Bruno Zito (guitarra) e Henry (bateria). Era para ser uma brincadeira de amigos, para tocar cover, mas logo que fizemos a primeira música própria, "Lobisomem em Lua Cheia", o trabalho começou a ficar interessante e vimos que a banda tinha potencial. A partir daí o Muqueta Na Oreia deixou de ser hobby e passamos a trabalhar sério nas composições próprias.

Muqueta na Oreia: E desde o lançamento do álbum "Lobisomem em Lua Cheia", lançado em 2010, aconteceram muitas coisas boas, saímos em revistas importantes como a Rock Brigade, a Roadie Crew publicou uma resenha elogiando muito o CD, fomos destaque na Comando Rock e participamos do CD coletânea da Revista 77 ao lado de Motörhead, Anthrax, Sepultura, Helloween, Inocentes, entre outros. Estamos na programação das principais web-rádios de rock'n'roll do país. E tem ainda a resenha super positiva que saiu no Whiplash em novembro (2011), além de muitos shows por todo o estado.

O disco "Lobisomem em Lua Cheia" não oferece nada de novo, mas conquista pela forte personalidade. Desde o início, a vontade foi tocar um som mais agressivo ou aconteceu uma evolução no estilo ao longo do tempo?

Muqueta na Oreia: Ouvimos muitos estilos diferentes, cada um tem suas influências, algumas são as mesmas, mas outras são muito diferentes (risos). Mas do que gostamos mesmo é de som pesado, então essa agressividade é algo natural nas nossas músicas e na energia que levamos pro palco. O show é intenso.

Poderia falar um pouco sobre a temática de "Lobisomem em Lua Cheia" e como foi o trabalho em estúdio, que vocês mesmo assumiram?


Muqueta na Oreia: Não nos prendemos a nenhuma temática especifica para o CD, as músicas saíram naturalmente, algumas com temas de horror, outras sobre as mazelas do cotidiano ou baseadas em histórias vividas por nós. Investimos em nosso estúdio, então pudemos trabalhar com calma, porque o processo de gravação foi um grande aprendizado, testamos diversos tipos de microfones, posicionamentos, timbres, afinações diferentes, etc. Isso tudo nos possibilitou alcançar um resultado profissional.


Ramires possui uma forma de cantar muito peculiar e está bem amparado pela voz do baixista Cris. Ambos acrescentam muito à música do Muqueta da Oreia... Quais suas influências no campo vocal, afinal?


Muqueta na Oreia: Acredito que são os vocalistas que crescemos ouvindo, como Phil Anselmo, Max Cavalera, Mike Patton, James Hetfield, João Gordo, Branco Mello e Sergio Britto.


Assim como o Muqueta na Oreia, muitas bandas de rock pesado estão novamente cantando em português. A que vocês atribuem esse fato? Não faz mais sentido cantar em inglês para 'conquistar' o mercado externo?


Muqueta na Oreia: Não sei quanto às outras bandas, mas nós sempre procuramos valorizar nossa cultura, até já recebemos convite pra tocar no exterior, só que em inglês, mas nós nunca abrimos mão de nossas raízes.

O projeto gráfico do disco e de seu site (excelente!) está muito bem inserido na proposta de "Lobisomem em Lua Cheia". O quanto vocês participaram de toda a concepção visual?

Muqueta na Oreia: Participamos de cada detalhe que envolve nossos trabalhos. O projeto gráfico do CD e o site foram feitos pelo designer gráfico França, que é irmão do Cris. Definimos o conceito tendo como referência a música "Lobisomem em Lua Cheia", que deu nome ao CD e ele desenvolveu a parte gráfica em cima disso.

"Muqueta News" é uma faixa inédita que já virou vídeo, e com um roteiro bem sacado. Como rolou tudo e quais as maiores dificuldades que encontraram durante o processo?

Muqueta na Oreia: Foi um processo árduo, mas compensador. Tínhamos pouquíssimo tempo para planejar e produzir o videoclipe a tempo de lançá-lo na EXPOMUSIC 2011. As maiores dificuldades foram cumprir o cronograma, seguir o roteiro da melhor maneira possível, gravar as cenas com pouco equipamento e a verba enxuta. Por exemplo, gravamos tudo com apenas uma câmera. Isso sem contar a gravação, mixagem e masterização do áudio.

Aliás, ao contrário dos vídeos de "Lobisomem em Lua Cheia" e "O Rosto", a inédita "Muqueta News" possui um formato bem diferente e com óbvio apelo social. Isso é um caso isolado, ou as novas canções estão realmente seguindo essa linha? Aliás, o que podem adiantar sobre o próximo CD, houve diferentes influências desta vez?

Muqueta na Oreia: Na verdade não nos preocupamos em seguir linha nenhuma, não sabemos se "Muqueta News" é um caso isolado ou se iremos tratar desse assunto novamente. As músicas surgem. O que podemos adiantar sobre o próximo CD é que ele estará muito mais pesado, pode apostar. E as músicas também estarão tecnicamente mais trabalhadas.

Uma curiosidade final: estão dizendo por aí que o lobisomem na capa do CD é o personagem oficial do Muqueta na Oreia... Isso procede? O bicho tem um nome específico?

Muqueta na Oreia: O lobisomem é criação do desenhista Glaucio Santos, outro irmão do Cris, e é sim um personagem oficial, mas não é a mascote. Na verdade, nossa mascote é um crânio que nos acompanha em todos os shows. Ele ainda não tem nome, estamos pegando sugestões da galera pra escolher um. Mandem sugestões...

Ok, pessoal! O whiplash.net deseja boa sorte ao Muqueta na Oreia. Se quiserem acrescentar algo, a hora é agora...

Muqueta na Oreia: Muito obrigado pelo apoio. Força ao metal do Brasil!!! Conheça o Muqueta Na Oreia - www.muquetanaoreia.com - Valeeeu!!!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Muqueta Na Oreia"


Dave Mustaine: 10 coisas que você não sabia sobre eleDave Mustaine
10 coisas que você não sabia sobre ele

Metal Sucks: Top 25 vocalistas do metal modernoMetal Sucks
Top 25 vocalistas do metal moderno

Kiss: a mais longa e reveladora entrevista de Eric SingerKiss
A mais longa e reveladora entrevista de Eric Singer

Humor: oito razões pra dormir com um bateristaHumor
Oito razões pra dormir com um baterista

Humor: Roupas de seda? Espadas? Você precisa ser épico!Humor
Roupas de seda? Espadas? Você precisa ser épico!

Slipknot: Jim Root molharia as calças se encontrasse David GilmourSlipknot
Jim Root molharia as calças se encontrasse David Gilmour

Luxúria: uma lista de alguns dos clipes mais sexys da históriaLuxúria
Uma lista de alguns dos clipes mais sexys da história


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336