Resenha - Inferno - Motorhead

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  


Todos já sabem o que esperar de Lemmy e Cia, pois Motörhead é uma das bandas mais puras e inalteradas (musicalmente falando, pois também teve lá suas trocas de integrantes...) do rock pesado. Inferno é o 25° álbum de sua discografia oficial, entre trabalhos de estúdio, ao vivos e coletâneas. O que dizer das canções destes caras? Obviamente a mesma coisa que faziam desde 76, mas com certeza Inferno é o melhor trabalho com a atual formação do Motörhead, a velha e inconfundível mistura de punk, metal e rock n´roll está perfeitamente "infernal" aqui, e já podem ter a certeza de que já é mais um clássico.

publicidade

Além do trio Lemmy na voz e baixo, Philip Campbell nas excelentes guitarras, solando muito e Mikkey Dee que toca demais para os padrões do Motörhead, o disco ainda apresenta Steve Vai dividindo as guitarras com Phil nas faixas "Terminal Show" e "Down On Me".

As pesadíssimas "Fight", "Smiling Like A Killer", "Down On Me", a estupenda "In Name Of Tragedy" e "Killers" abrirão rodas de mosh enormes quando tocadas em qualquer lugar do mundo, tal a energia que estas músicas emanam. Outro grande destaque é o blues pesadão "Keys of The Kingdom", com suas passagens de cordas e um refrão mais que grudento.

publicidade

E como nos últimos discos do Motörhead sempre vem uma canção que se distancia de sua sonoridade usual, desta vez a honra coube a "Whorehouse Blues", que fecha o álbum, sendo um blues acústico muito legal, que permite aos pobres ouvidos enfim dar uma descansada.

MOTORHEAD – Inferno
(2004 – Rock Brigade Records / Laser Company Records)

01. Terminal Show
02. Killers
03. In The Nake Of Tragedy
04. Suicide
05. Life’s A Bitch
06. Down On Me
07. In The Black
08. Fight
09. In The Years Of The Wolf
10. Keys To The Kingdom
11. Smiling Like A Killer
12. Whorehouse Blues

http://www.imotorhead.com

publicidade


Outras resenhas de Inferno - Motorhead

Resenha - Inferno - Motorhead




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Colecionáveis: empresa lança action figures de Lemmy Kilmister e Rob HalfordColecionáveis
Empresa lança action figures de Lemmy Kilmister e Rob Halford

Motörhead: Halford, Doro e outros parabenizam Ace Of Spades pelos 40 anosMotörhead
Halford, Doro e outros parabenizam Ace Of Spades pelos 40 anos

Motorhead: banda lança máscaras com a cara do Lemmy para prevenir a COVID-19Motorhead
Banda lança máscaras com a cara do Lemmy para prevenir a COVID-19

Corey Taylor: Ace of Spades do Motorhead em releitura com sua bandaCorey Taylor
"Ace of Spades" do Motorhead em releitura com sua banda

Classic Rock: os 20 melhores álbuns lançados em 1979Classic Rock
Os 20 melhores álbuns lançados em 1979

Motorhead: Acenda essa vela e sinta agora o cheiro daquilo que você gostaMotorhead
Acenda essa vela e sinta agora o cheiro daquilo que você gosta

Uma Dose Extra: 10 bandas de metal que fizeram o seu próprio goróUma Dose Extra
10 bandas de metal que fizeram o seu próprio "goró"

Motörhead: foram eles que uniram punks, skinheads e fãs de metal, segundo Lars UlrichMotörhead
Foram eles que uniram punks, skinheads e fãs de metal, segundo Lars Ulrich

Loudwire: o melhor álbum de metal de cada ano, de 1970 até 2019Loudwire
O melhor álbum de metal de cada ano, de 1970 até 2019

Metal Sucks: Quem é o baixista mais subestimado de todos os tempos?Metal Sucks
Quem é o baixista mais subestimado de todos os tempos?


Motorhead: Segundo Lemmy Kilmister, Rap não é músicaMotorhead
Segundo Lemmy Kilmister, "Rap não é música"

Vinil: os 10 LPs mais raros e valiosos dos anos 1980Vinil
Os 10 LPs mais raros e valiosos dos anos 1980


Separados no nascimento: Lady Gaga e EddieSeparados no nascimento
Lady Gaga e Eddie

Spike: os sete piores solos de guitarraSpike
Os sete piores solos de guitarra


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin