Resenha - Inferno - Motorhead

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos


Todos já sabem o que esperar de Lemmy e Cia, pois Motörhead é uma das bandas mais puras e inalteradas (musicalmente falando, pois também teve lá suas trocas de integrantes...) do rock pesado. Inferno é o 25° álbum de sua discografia oficial, entre trabalhos de estúdio, ao vivos e coletâneas. O que dizer das canções destes caras? Obviamente a mesma coisa que faziam desde 76, mas com certeza Inferno é o melhor trabalho com a atual formação do Motörhead, a velha e inconfundível mistura de punk, metal e rock n'roll está perfeitamente "infernal" aqui, e já podem ter a certeza de que já é mais um clássico.

Big 4 britânico: Halford queria juntar Priest com Maiden, Sabbath e MotörheadBlack Sabbath: About.com elege os 5 melhores álbuns da banda

Além do trio Lemmy na voz e baixo, Philip Campbell nas excelentes guitarras, solando muito e Mikkey Dee que toca demais para os padrões do Motörhead, o disco ainda apresenta Steve Vai dividindo as guitarras com Phil nas faixas "Terminal Show" e "Down On Me".

As pesadíssimas "Fight", "Smiling Like A Killer", "Down On Me", a estupenda "In Name Of Tragedy" e "Killers" abrirão rodas de mosh enormes quando tocadas em qualquer lugar do mundo, tal a energia que estas músicas emanam. Outro grande destaque é o blues pesadão "Keys of The Kingdom", com suas passagens de cordas e um refrão mais que grudento.

E como nos últimos discos do Motörhead sempre vem uma canção que se distancia de sua sonoridade usual, desta vez a honra coube a "Whorehouse Blues", que fecha o álbum, sendo um blues acústico muito legal, que permite aos pobres ouvidos enfim dar uma descansada.

MOTORHEAD - Inferno
(2004 - Rock Brigade Records / Laser Company Records)

01. Terminal Show
02. Killers
03. In The Nake Of Tragedy
04. Suicide
05. Life's A Bitch
06. Down On Me
07. In The Black
08. Fight
09. In The Years Of The Wolf
10. Keys To The Kingdom
11. Smiling Like A Killer
12. Whorehouse Blues

http://www.imotorhead.com


Outras resenhas de Inferno - Motorhead

Resenha - Inferno - Motorhead




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Motorhead"


Big 4 britânico: Halford queria juntar Priest com Maiden, Sabbath e MotörheadBig 4 britânico
Halford queria juntar Priest com Maiden, Sabbath e Motörhead

Motörhead: as músicas feitas em homenagem a Lemmy.KZG: Gastão Moreira mostra o impressionante box set do Motorhead

Kerrang!: os maiores mascotes do Heavy MetalKerrang!
Os maiores mascotes do Heavy Metal

Motörhead: Overkill e Bomber são relançados em box comemorativo; ouçaEm 27/10/1979: Motörhead lançava o álbum Bomber

Motörhead: Rock and Roll Hall of Fame reconsidera e inclui Phil Campbell e Mikkey DeeMotörhead
Rock and Roll Hall of Fame reconsidera e inclui Phil Campbell e Mikkey Dee

Motörhead: Phil Campbell e Mikkey Dee são ignorados pelo Rock and Roll Hall of FameMotörhead
Phil Campbell e Mikkey Dee são ignorados pelo Rock and Roll Hall of Fame

Rock Hall of Fame: Judas Priest, Motörhead, Soundgarden e outros concorrem para 2020Rock Hall of Fame
Judas Priest, Motörhead, Soundgarden e outros concorrem para 2020

Motorhead: conheça a edição especial "jaqueta de couro" de box set

Motorhead: os álbuns da banda, do pior para o melhorMotorhead
Os álbuns da banda, do pior para o melhor

James Hetfield: como ele soa sem o Metallica?James Hetfield
Como ele soa sem o Metallica?


Black Sabbath: About.com elege os 5 melhores álbuns da bandaBlack Sabbath
About.com elege os 5 melhores álbuns da banda

Indústria: 17 coisas que bandas novas simplesmente não entendemIndústria
17 coisas que bandas novas simplesmente não entendem


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adGoo336