Evil Emperor: chegando ao público via Rotten Foetus

Resenha - Evil Emperor - Evil Emperor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

8


Fundado em agosto de 2002, o gaúcho Evil Emperor passou pelas conhecidas mudanças de formação, mas também encontrou espaço para tocar com relativa freqüência pelo Rio Grande do Sul e Uruguai. Tendo na bagagem as demos "The Evil Birth" (04), "Butcher Of Souls" (06) e a participação no split "Execution" (09) ao lado da banda Corrosivo, chegou a hora da tão almejada estreia com um disco completo, que está chegando ao público via Rotten Foetus.

Batizado simplesmente como "Evil Emperor", este é um álbum que segue pelos caminhos mais tradicionais do metal extremo, profano e obscuro como nasceu para ser. Além das canções inéditas, também estão presentes várias faixas que já eram conhecidas dos antigos registros, o que proporciona um repertório bastante diversificado, reforçado pela preocupação em variar as vocalizações, que oscilam entre o gutural e o rasgado, com ótimos resultados como o apresentado em "Devoured By Inner Bestialit" e na própria "Evil Emperor".

publicidade

É inegável que pela superfície do disco encontremos basicamente o mesmo do que é oferecido por tantos outros grupos do underground. Mas o que realmente sustenta os cerca de 40 minutos desta cáustica viagem é a forma como o Evil Emperor explora estilos como o Black, Thrash, Grind e até mesmo referências do Heavy propriamente dito, agregando cada um deles ao Death Metal, que, é, fundamentalmente, o cerne de sua proposta.

publicidade

Uma década de atividades faz com que qualquer banda já tenha noção exata de como quer soar. E isso, somado à produção de Fabio Lentino (The Ordher) no Estúdio 1.000, possibilitou um áudio perfeito para o gênero, entre o límpido e o sujo, com cada instrumento aparecendo perfeitamente e timbres bem escolhidos (o baixo ficou ótimo!). Em suma: "Evil Emperor" possui um resultado bastante satisfatório e que agradará a qualquer um que aprecie a música extrema made in Brazil. Um bom trabalho!

publicidade

Contato:
http://www.myspace.com/evilemperorband
http://www.reverbnation.com/evilemperor

Evil Emperor – Evil Emperor
(2012 / Rotten Foetus - nacional)

01. Mutilation Addicted
02. Vobiscum Obscurum
03. Devoured By Inner Bestialit
04. Evil Emperor
05. Portrait Of Evolution
06. The Evil Birth
07. Black Death
08. Butcher Of Souls
09. Book Of The Dead
10. Living Machines
11. Invocation
12. Maldição (bônus)

publicidade


Outras resenhas de Evil Emperor - Evil Emperor

Evil Emperor: Metal extremo de qualidade que alia Black e Death

Evil Emperor: Uma aura mais bestial e profana



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Top 5: Os roqueiros mais chatos da históriaTop 5
Os roqueiros mais chatos da história

Mayhem: banda levou restos humanos para o palco em 2011Mayhem
Banda levou restos humanos para o palco em 2011


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin