Overkill: com "Ironbound" a banda se redime com folgas

Resenha - Ironbound - Overkill

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

10


O nova-iorquino Overkill pode nunca ter atingido o mesmo sucesso comercial, mas certamente conseguiu manter uma linha artística mais coerente do que várias das famosas bandas da Bay Area norte-americana. Conquistou o respeito e, com alguns clássicos e vários outros discos importantíssimos na bagagem, espalhou sua influência pelos quatro cantos do planeta nestes 30 longos anos em que estão em atividades.

É claro que, com todo esse tempo na labuta, vez ou outra as coisas não dão lá muito certo... Tanto que seu último álbum, "Immortalis" (07), proporcionou um nível bem aquém do que o público estava acostumado a escutar em termos de Overkill. Ninguém é perfeito, mas com "Ironbound" a banda se redime com folgas, fazendo deste um registro que está sendo considerado como seu melhor trabalho desde os anos 1990, coisa de primeira classe mesmo!

publicidade

Mesmo que este décimo quarto álbum de estúdio não apresente nenhuma grande surpresa, revela algo de especial, que torna sua sonoridade ainda mais atrativa do que o habitual. Novamente há algumas tendências modernas, mas tudo se mantém fiel ao Thrash Metal embebido no velho Hardcore de NY, e com uma vitalidade que simplesmente não deixa a energia cair. A sonoridade é seca, densa e até mesmo mais pesada do que se poderia esperar, provável cortesia da produção do mestre Peter Tagtgren (Hypocrisy, Arch Enemy, Dimmu Borgir).

publicidade

"The Green And Black" é, desde 1989, a mais longa canção que o Overkill já liberou, e mostra a habilidade da dupla Linsk e Tailer com as guitarras, cheias de variações, trabalho esmerado que também se estendeu à ótima "Bring Me The Night". De qualquer forma, cada canção possui sua própria vibração, e sempre com a presença daquele fator tão especial – e loiro, e feio – chamado Bobby ‘Blitz’ Ellsworth, com seu canto indescritível e imediatamente reconhecível.

publicidade

Pô, qual a idade dos incansáveis Bobby e DD Verni...? Uns 50? São poucos os músicos com tanto tempo na estrada e que ainda revelam esse amor tão envelhecido, mas com essência juvenil em seus trabalhos... Ao lado de "Taking Over" (87) e "Horrorscope" (91), agora temos "Ironbound" fechando as três obras-prima do Overkill.

Contato:
http://wreckingcrew.com/Ironbound/
http://www.myspace.com/overkill

publicidade

Formação:
Bobby ‘Blitz’ Ellsworth - voz
Dave Linsk - guitarra
Derek Tailer - guitarra
D.D. Verni - baixo
Ron Lipnicki - bateria

Overkill – Ironbound
(2010 - Nuclear Blast Records / Laser Company Records - nacional)

01. The Green And Black
02. Ironbound
03. Bring Me The Night
04. The Goal Is Your Soul
05. Give A Little
06. Endless War
07. The Head And Heart
08. In Vain
09. Killing For A Living
10. The SRC

publicidade


Outras resenhas de Ironbound - Overkill

Overkill: dando as costas para as modernidades sonoras




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


BPMD: supergrupo lança vídeo com cover de D.O.A. para homenagear Eddie Van HalenBPMD
Supergrupo lança vídeo com cover de "D.O.A." para homenagear Eddie Van Halen

Pabllo Vittar: de Death a Immortal, veja 8 camisetas de metal que a drag já usouPabllo Vittar
De Death a Immortal, veja 8 camisetas de metal que a drag já usou

Overkill: novo álbum começará a ser gravado na próxima semana

Overkill: Baterista dá detalhes sobre próximo álbum de estúdioOverkill
Baterista dá detalhes sobre próximo álbum de estúdio


Ramones: bandas de metal que já gravaram versões da bandaRamones
Bandas de metal que já gravaram versões da banda

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1991Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1991


Postura: 12 coisas que você nunca deve dizer a um músicoPostura
12 coisas que você nunca deve dizer a um músico

Iron Maiden: as dez melhores músicas, segundo a LoudwireIron Maiden
As dez melhores músicas, segundo a Loudwire


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin