Mitochondrion: cacofonia esmagadora, coerente e funcional

Resenha - Archaeaeon - Mitochondrion

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar Correções  

9


Caro leitor, você pode não apreciar a música extrema, mas fica a recomendação de divulgar o nome desta banda àqueles companheiros que apreciam o estilo. O Mitochondrion é um grupo canadense que começou suas atividades em 2003 e, desde então, liberou as demos "Mitochondrion" (05) e "Through Cosmic Gaze" (06). A qualidade destas gravações não era grande coisa e até mesmo impossibilitava a devida atenção aos detalhes de sua música, mas...

... Eis que o monstro estreou com "Archaeaeon", que, mesmo com sua gravação ainda ‘pedregosa’, enfim existem maiores condições de se apreciar toda a classe que é a brutalidade do Death Metal aqui proposto. E este é um produto que se torna ainda mais completo pela forma como a música se relaciona com o atraente projeto gráfico, repleto de imagens medievais que tem como objeto central o Homem, e tudo com ares de ‘ciência profana’. Um pacote onde a Arte é elevada a um patamar consideravelmente alto.

publicidade

O repertório é totalmente diversificado em função de haver dois vocalistas – um gutural incompreensível que faz frente a outro mais rasgado – enquanto o trabalho das guitarras é muito bom e avança de forma bastante técnica. Os blastbeats estão lá, mas as batidas também são repletas de criatividade e não menos caótica, indo muito além do que se esperaria tradicionalmente da brutalidade do gênero.

publicidade

"Archaeaeon" obviamente possui passagens velozes, mas também seções mais calmas e até arranjos de um poderoso doom. E mais: há ainda vários ruídos e sugestões de industrial, mas estes elementos nunca ultrapassam os limites a ponto de descaracterizar a proposta central, que é claramente o Death Metal. O resultado é complexo, bestial e muitas vezes harmônico, com uma atmosfera sufocante e obscura.

publicidade

O mais importante é que esta esmagadora cacofonia é completamente coerente e funcional, nada soa como mero experimentalismo. O Mitochondrion fez de "Archaeaeon" algo interessantíssimo, fruto que só poderia ser gerado nas entranhas do underground, e, ainda que possua potencial para despertar emoções fora deste nicho, são os amantes da música brutal e sem concessões que devem conferir este ótimo registro.

publicidade

Formação:
Shawn Hache - voz e guitarra
Nick Yanchuk - voz, guitarra e baixo
Nick Gibas - baixo
Karl Godard - bateria e teclados

Mitochondrion – Archaeaeon
(2008 / independente – importado)

01. Chapter 11
02. Into The Pit Of Babel
03. Agonizing (In The Shadow Of The Hammerblow)
04. Eternal Contempt Of Man
05. Infernal Weapons Summons
06. Oath In Defiance
07. Descent...
08. Wraithlike
09. Akashic Predation
10. 137 (Death's Hedecaratia)
11. Organum Exitus

publicidade

Contato: www.myspace.com/mitochondrion




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Varg Vikernes: ele diz odiar o Brasil e cita brasileiros como inferioresVarg Vikernes
Ele diz odiar o Brasil e cita brasileiros como "inferiores"

Axl Rose: como ele pegava todas as garotas que Slash conquistavaAxl Rose
Como ele pegava todas as garotas que Slash conquistava


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin