As I Lay Dying: sem idéias inovadoras, mas sem se estagnar

Resenha - Powerless Rise - As I Lay Dying

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Heh...! Alguns dirão que este quinto álbum oferece boas mudanças ao As I Lay Dying. A banda somente vem crescendo com sua música pesadíssima, brutal e tão melódica, conquistando rápida e continuamente seu espaço entre o público Metalcore e cristão desde que surgiu em 2000. E é satisfatório observar que o pessoal foi ajustando sua música de forma a se aproximar, gradualmente, do Heavy Metal propriamente dito.

As I Lay Dying: menos de um mês para shows no BrasilDr. Sin: Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis Tadeu

Com vários breakdowns e excelentes solos, essa tendência continua com "The Powerless Rise", onde os norte-americanos dão ainda mais foco à agressividade e, que fique claro, sem deixar de lado a veia clássica do Metalcore. As linhas vocais limpas estão bem mais tímidas e, vejam só, há canções sem a presença destas, somente com as vociferações a plenos pulmões de Tim Lambesis.

Novamente foi o velho camarada Adam Dutkiewicz (Killswitch Engage) quem assumiu a produção do disco. Os envolvidos tomaram todos os cuidados em colocar as composições mais agressivas como "Beyond Our Suffering", "Without Conclusion", "The Plague" e a pesadíssima "Condemned", devidamente intercaladas com ocasiões mais melódicas representadas pelas mainstreams "Anodyne Sea", a ótima "Parallels" e "Anger And Apathy" (ô refrãozinho!!!), onde o baixista Josh Gilbert coloca sua voz límpida para o tradicional contraste emocional com os urros de Lambesis.

Apesar de dividir opiniões por aí - muitas vezes em função do conteúdo de suas letras - o As I Lay Dying não precisa provar nada a ninguém. Sua música fala por si, sem idéias inovadoras, mas também sem realmente se estagnar. A admirável lealdade dos fãs continuará com "The Powerless Rise", enquanto os detratores encontrarão alguma justificativa para seguir espinafrando a banda. E a vida continua, pelo menos até o próximo disco...

Contato:
http://www.asilaydying.com
http://www.myspace.com/asilaydying

Formação:
Tim Lambesis - voz
Phil Sgrosso - guitarra
Nick Hipa - guitarra
Josh Gilbert - baixo e voz
Jordan Mancino - bateria

As I Lay Dying - The Powerless Rise
(2010 / Metal Blade Records - importado)

01. Beyond Our Suffering
02. Anodyne Sea
03. Without Conclusion
04. Parallels
05. The Plague
06. Anger And Apathy
07. Condemned
08. Upside Down Kingdom
09. Vacancy
10. The Only Constant Is Change
11. The Blinding Of False Light


Outras resenhas de Powerless Rise - As I Lay Dying

As I Lay Dying: agressivo e com doses certeiras de melodia




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "As I Lay Dying"


As I Lay Dying: menos de um mês para shows no BrasilAs I Lay Dying: divulgada faixa título do novo álbum, com videoclipeAs I Lay Dying: novo disco Shaped By Fire chegará em setembro

Metalcore: nove razões para você adorar o estiloMetalcore
Nove razões para você adorar o estilo

Metalcore: os dez trabalhos essenciais do estiloMetalcore
Os dez trabalhos essenciais do estilo

As I Lay Dying: 90% das bandas gospel fingem fé pra vender maisAs I Lay Dying
"90% das bandas gospel fingem fé pra vender mais"


Dr. Sin: Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis TadeuDr. Sin
Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis Tadeu

Max Cavalera: A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro, Vinnie Paul e outrosMax Cavalera
A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro, Vinnie Paul e outros

Heavy Metal: as piores capas dos grandes artistas do gêneroHeavy Metal
As piores capas dos grandes artistas do gênero

Iron Maiden: Nicko McBrain fala sobre conversão ao cristianismoMetal/Hard: Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuaisJudas Priest: o álbum preferido do vocalista Rob HalfordKiko Loureiro: as polêmicas do Grammy e a vida de rockstar

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.