Resenha - Armageddon, Mon Amour - Hearse

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Ver Acessos


Mantendo a mesma formação com Johan Liiva nas vozes, Mattias Ljung na guitarra e baixo e Max Thornell na bateria, o sueco Hearse vem chegando com seu segundo disco, o bom "Armageddon, Mon Amour" que, como seu antecessor, prima pelas belas composições que mesclam a ferocidade da música extrema com as melodias, riffs e solos do heavy metal clássico.

Metal: 101 motivos para perceber que você ouve há muito tempoHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1986

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Observa-se certa progressão nas composições, como a inclusão de alguns elementos do rock n'roll e experimentos em algumas faixas. "Armageddon, Mon Amour" é um álbum cujas canções possuem bom nível, mas destaca-se "Mountain Of The Solar Eclipse", que tem um pique de um Motörhead mais alucinado, "Turncoat" e "Crops Of Waste" com suas excelentes guitarras melodiosas em meio à tanta distorção e com grandes refrãos, "Cambodia", da cantora pop oitentista Kim Wilde, que ficou muito boa, colocando o estilo do Hearse sem modificar as linhas gerais da canção e "Play Without Rules", exemplo onde os experimentos ficaram bem interessantes, apresentando uma breve introdução com voz feminina, interrompida por pesadíssimas guitarras galopantes, seguido do uso de teclados solando com a guitarra.

Outra faixa que merece comentários à parte é "Determination", que possui bases e solos marcantes e o principal: a primeira faixa em que Liiva muda um pouco sua maneira de cantar, meio que sussurrando de maneira rouca, quase dark, a letra da música. E também curiosa é a faixa-título do disco, que foge totalmente do estilo musical proposto pela banda, sendo uma canção trágica e melancólica, mais doom, apresentando novamente voz feminina, mas agora com maior ênfase. Estranha canção.

Fico imaginando o Hearse, com seu espetacular instrumental, tendo um vocalista que variasse mais suas linhas vocais ao invés de ficar somente com sua voz gutural retas em quase todas as faixas... seria monstruoso.

Hearse - Armageddon, Mon Amour
(2004 - distribuído por Encore Records / Die Hard Records)

01. Mountain Of The Solar Eclipse
02. Turncoat
03. Crops Of Waste
04. In Love And War
05. Ticket To Devastation
06. Tools
07. Cambodia
08. Sodi
09. Play Without Rules
10. Determination
11. Armageddon Mon Amour

Site: www.hearse.se




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Hearse"


Metal: 101 motivos para perceber que você ouve há muito tempoMetal
101 motivos para perceber que você ouve há muito tempo

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1986Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1986


Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336